25 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
ALTERNATIVA

Apenas 601 unidades rurais de MS têm placas fotovoltaicas instaladas

Conforme o engenheiro-eletricista Sebastião Dussel, nesse cenário, a energia solar com a instalação de placas fotovoltaicas tem se tornado bastante atrativa

16 setembro 2020 - 09h20Da Redação
As placas fotovoltaicas são de fácil instalação, rápidas para se implantar e têm baixa manutenção
As placas fotovoltaicas são de fácil instalação, rápidas para se implantar e têm baixa manutenção - (Foto: Divulgação/Fiems)

Placas fotovoltaicas se tonaram um alternativa para quem recorre ao desconto na tarifa de energia elétrica. Até 2023, a estimativa é de que o desconto, que era de 30% até abril de 2018 e atualmente está em 18%, será zerado.

Conforme o engenheiro-eletricista Sebastião Dussel, nesse cenário, a energia solar com a instalação de placas fotovoltaicas tem se tornado bastante atrativa. “Em Mato Grosso do Sul, há apenas 601 unidades rurais com energia solar. Esse número é baixo justamente por causa de subsídio tarifário que vai acabar até 2023”, afirmou o consultor do Programa Senai de Gestão Energética do Senai Empresa.

Na visão de Dussel, este é o momento para pesquisar novas fontes renováveis de energia elétrica para que os produtores rurais não levem um susto na hora que chegar a conta daqui a alguns anos. “Mesmo com o subsídio tarifário concedido aos consumidores rurais, ainda assim, gerar a própria energia elétrica consumida é uma decisão financeira atrativa, principalmente para aquelas unidades que demandam por quantidade expressiva de energia elétrica para o processar a matéria prima produzida”, detalha.

“A fonte solar além de ser a mais abundante na natureza e, portanto, a que se apresenta como de maior alcance para o ser humano”, esclarece.

O engenheiro-eletricista alerta que o produtor rural pode avaliar a melhor fonte de geração de energia elétrica que a natureza lhe oferece, podendo ser um recurso hidráulica, caso tenha uma queda d'água em sua propriedade, como também a partir dos resíduos vegetais e orgânicos (biomassa), amplamente disponíveis no meio rural, e, finalmente, a de origem solar. 

“A fonte solar além de ser a mais abundante na natureza e, portanto, a que se apresenta como de maior alcance para o ser humano”, disse. 

Ele completa que as placas fotovoltaicas são de fácil instalação, rápidas para se implantar e têm baixa manutenção. “Fato que motivou os brasileiros a elegerem essa fonte como favorita na tomada de decisão do investimento, quando o assunto é gerar sua própria energia elétrica consumida”, destacou.

Dussel acrescenta que, em média, um consumidor rural atendido em baixa tensão que decide pelo investimento em energia solar na sua propriedade obtém R$ 10,50 de retorno financeiro para cada R$ 1,00 investido.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms