19 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
ECONOMIA

A executivos internacionais, Temer afirma que agenda econômica será mantida

29 maio 2017 - 20h34
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Num encontro com representantes das operadoras internacionais de aeroportos Fraport, Zurich e Vinci, no início da tarde desta segunda-feira, 29, no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer tomou a iniciativa de falar sobre a crise política e buscou tranquilizar os executivos. "O presidente disse que o Brasil continua mantendo a mesma linha política e econômica", relatou o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, que participou da reunião.

O governo ainda avalia como boas as chances de a reforma trabalhista ser aprovada no Senado nesta semana ou na próxima. "Os partidos da base continuam apoiando o governo e há um compromisso de continuar votando as medidas de interesse do País, inclusive com a retomada da agenda de reformas", disse o ministro. Evidências disso são o avanço da proposta trabalhista e a aprovação de sete Medidas Provisórias (MPs) na semana passada.

"Estamos trabalhando para que a expectativa de crescimento se mantenha até o final do ano", afirmou Quintella, referindo-se ao crescimento de 1,1% apurado pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) no primeiro trimestre deste ano. Esse índice é considerado uma prévia do Produto Interno Bruto (PIB), cujo resultado será divulgado na próxima quinta-feira.

A expectativa é de que o dado venha positivo, o que oficializará o fim da recessão. O ministro admitiu que a crise política pode colocar esse crescimento num patamar inferior. "Mas o importante é que o Brasil saiu da recessão e voltou a crescer, e os investidores estão observando o Brasil com todo o cuidado."

Quintella afirmou que, no caso específico do mercado de aviação, a tendência é de crescimento. Depois de 19 meses sucessivos de queda na demanda e no número de passageiros, o setor passou a exibir dados positivos. No caso da demanda, houve expansão de 5,4% sobre março de 2016 e de 13,2% em abril, disse o ministro. A quantidade de passageiros aumentou 4,1% em março e a expectativa é positiva em relação a abril. "O setor tem tudo para voltar a crescer, e rápido", disse o ministro.

Os três operadores internacionais arremataram as concessões dos aeroportos de Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Porto Alegre, leiloados em março passado. Os contratos deverão ser assinados até o dia 27 de julho, informou Quintella. No encontro com Temer, foi comentado que é preciso engajamento dos governos estaduais no processo para que, por exemplo, as obras de acesso ao aeroporto de Florianópolis sejam concluídas no prazo.

O ministro reafirmou que haverá novas rodadas de leilão de aeroportos. No entanto, ainda falta discutir uma questão prévia: o que será feito da Infraero, que desde o início do programa de concessões já perdeu dez de seus aeroportos. Só então será definida uma nova rodada. Os leilões ficarão para 2018.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
TJ MS
pmcg ms