04 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
CINEMA

O filme 'O Começo da Vida' chega a mais de 5 mil municípios em todo Brasil, incluindo Campo Grande

“O Começo da Vida” trata da importância das relações sociais da criança em seus primeiros anos de vida

30 maio 2016 - 13h00Da redação com informações da assessoria
O filme está agora disponível a quem quiser assisti-lo gratuitamente pela plataforma VIDEOCAMP
O filme está agora disponível a quem quiser assisti-lo gratuitamente pela plataforma VIDEOCAMP - Reprodução
Cassems

O Videocamp, em parceria com a Rede Nossa São Paulo, por meio do Programa Cidades Sustentáveis, convida mais de cinco mil gestores municipais de todo o Brasil a incentivar exibições públicas e gratuitas em suas cidades do filme recém-lançado “O Começo da Vida”. A proposta é acessibilizar cada vez mais a exibição do filme, tanto para a população quanto para profissionais e administradores da rede pública, especialmente nas cidades em que o longa não está em cartaz.

Dirigido por Estela Renner, ‘O Começo da Vida’ traz à tona a importância das relações nos primeiros anos de vida de uma criança e como o afeto e o vínculo são fundamentais para seu desenvolvimento. Gravado no Brasil e em mais oito países, o filme reúne entrevistas de especialistas e famílias de diferentes culturas e classes sociais, para mostrar que os bebês se desenvolvem não apenas a partir de seu DNA, mas da combinação entre sua carga genética e as relações com aqueles que os rodeiam. Esse, entre outros apontamentos do filme, provocam reflexões que podem auxiliar na elaboração de políticas públicas direcionadas às crianças. 

"Assistir ao filme 'O Começo da Vida' é tarefa obrigatória para todos os gestores públicos que se preocupam, de fato, com a qualidade de vida e o futuro das próximas gerações. Nossa missão, como realizadores do Programa Cidades Sustentáveis, é incentivar as prefeituras brasileiras a promoverem exibições públicas do filme com a expectativa de que sensibilizem a população sobre a importância do tema e que, efetivamente, incorporem a preocupação com os primeiros anos de vida nas políticas públicas", explica Oded Grajew, Coordenador geral da Rede Nossa São Paulo e do Programa Cidades Sustentáveis.

Para Estela Renner, diretora do longa, “os registros emocionais tanto para o bem quanto para o mal têm um peso muito maior neste período, que é um momento de formação, criação e  estruturação da pessoa”, diz. O filme é apresentado pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Fundação Bernard Van Leer, Instituto Alana e o UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

A plataforma Videocamp (http://www.videocamp.com/pt) disponibiliza “O Começo da Vida” em seis idiomas e legendado em 21 línguas, além de oferecer acessibilidade em Libras, closed caption e audiodescrição, no aplicativo MovieReading para smartphones e tablets. O Videocamp  existe para difundir o cinema como ferramenta de transformação social e reúne diversos títulos para que seus usuários organizem exibições públicas gratuitas.

Sobre o Instituto Alana

O Instituto Alana é uma organização da sociedade civil, sem fins lucrativos, que aposta em projetos que buscam a garantia de condições para a vivência plena da infância. Criado em 1994, o Instituto conta hoje com projetos próprios e com parceiros e é mantido pelos rendimentos de um fundo patrimonial desde 2013. Tem como missão “honrar a criança”.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE