27 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PROGRAMAÇÃO

Fundação de Cultura apoia Mostra da Rede Brasileira de Teatro de Rua

As apresentações são gratuitas e ocorrem em bairros e comunidades quilombolas de Campo Grande, Nova Alvorada do Sul e Dourados até o dia 17 de junho

2 junho 2016 - 12h30Da redação com informações da assessoria
A Mostra é um preparativo para o XVIII Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua, que acontece de 16 a 19 de junho, em Campo Grande
A Mostra é um preparativo para o XVIII Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua, que acontece de 16 a 19 de junho, em Campo Grande - Reprodução

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul está apoiando a realização da Mostra de Teatro de Rua Esquenta RBTR-MS, que realiza apresentações gratuitas de espetáculos de rua em bairros e comunidades quilombolas de Campo Grande, Nova Alvorada do Sul e Dourados até o dia 17 de junho.

Participam da Mostra os seguintes grupos: Teatro Imaginário Maracangalha, Circo do Mato, Teatral Grupo de Risco, Grupo Simbiose, Circo Le Chapeau (Campo Grande), Palhaço Chalita (Nova Alvorada do Sul), Tri Ato Núcleo Cênico (Dourados), Cia Theastai (Dourados) e um cortejo cênico da Rede Brasileira de Teatro de Rua com vários grupos do Brasil.

A Mostra é um preparativo para o XVIII Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua, que acontece de 16 a 19 de junho, em Campo Grande. Segundo o diretor de teatro e articulador da Rede, Fernando Cruz,  o objetivo do Encontro é fortalecer os grupos de teatro de rua e o trabalho das companhias, propiciar a formação prática e teórica, a documentação, formação e intercâmbio entre os grupos para fortalecer as políticas públicas da área a partir da experiência de cada localidade do país para a formação de uma política pública nacional e intercâmbio a respeito das estéticas de cada grupo.

“A Rede Brasileira de Teatro de Rua é a rede mais organizada do país dentro da área do teatro. Temos uma rede de pesquisadores que está inserida no CNPq [Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico] e a Rede funciona de forma autônoma. A Fundação de Cultura está fornecendo o cachê dos artistas para a Mostra, e nós recolhemos estes cachês para utilizar na organização do Encontro”. A Rede tem também um chapéu virtual que recebe doações, por meio da conta bancária na Caixa Econômica Federal, agência 1979, conta 003.2325-7.

A Rede Brasileira de Teatro de Rua - RBTR, criada em março de 2007, em Salvador/BA, é um espaço físico e virtual de organização horizontal, sem hierarquia, democrático e inclusivo. Todos os grupos de teatro, artistas-trabalhadores, pesquisadores e pensadores envolvidos com o fazer artístico da rua, pertencentes à RBTR podem e devem ser seus articuladores para, assim, ampliar e capilarizar, cada vez mais, reflexões e pensamentos, com encontros, movimentos e ações em suas localidades.

O intercâmbio da Rede Brasileira de Teatro de Rua ocorre de forma presencial e virtual, entretanto toda e qualquer deliberação é feita nos encontros presenciais, sendo que seus articuladores farão, ao menos, dois encontros anuais de forma rotativa de maneira a contemplar todas as regiões brasileiras, valorizando as necessidades mais urgentes do país. Os articuladores de todos os Estados, bem como os coletivos regionais, deverão se organizar para garantir a participação nos encontros.

Confira abaixo a programação da Mostra de Teatro de Rua Esquenta RBTR-MS:

Data: 03/06/2016
Grupo Teatral Grupo de Risco
Espetáculo: A princesa engasgada
Local :Comunidade Negra Tia Eva
Horário – 19 horas
Sinopse - A peça conta a aventura de um camponês que, de uma hora para outra, enfrenta o desafio de curar não só a princesa, engasgada com uma espinha de peixe, como todos os doentes do reino. Nessa trama, seus aliados são a astúcia e o acaso.

Data: 04/06/16
Espetáculo: Dândys Acrobáticos – Grupo: Cia Theasthai
Horário:15 horas
Local: Aldeia Bororô - Centro de Referência e Assistência Social (Cras)
Sinopse - Um Garçon trapalhão e um Maitre ainda mais atrapalhado. Elegantes de bigode. Penteados, bem vestidos de Fraque e Smoking, utilizam se apenas de uma mesa e cadeira como cenografia. Utensílios de restaurante complementam a plasticidade da cena de forma sofisticada.

Espetáculo – Cantiga de fazedô
Grupo: Tri Ato Cênico
Local: Aldeia Bororô -Centro de Referência e Assistência Social (Cras) Dourados
Sinopse - Conheçam um homem que foi chamado de retirante porque se retirou de um horizonte de sequidão e conheceu tantas histórias no caminho que as colecionou em forma de cantigas. Espetáculo livremente adaptado da obra Morte e Vida Severina, Cantigas dum Fazedô conta sobre o poder humano em encontrar melodia até no silêncio da seca da alma.

Espetáculo – Os Corcundas
Grupo: Circo do Mato
Local: aldeia Água Bonita – Campo Grande
Horário 15 horas
Sinopse - Uma pantomima que conta a saga de dois corcundas errantes: ele, o Corcunda, simpático, feio e puro! Como um cão, tenta ser amigo, mas, tem medo dos homens! Ela, a Corcunda, é feia e brincalhona. Esperta como um macaco, não percebe a opinião ou lógica das pessoas. Depois de caminharem pelo mundo, sem nada para vender ou comprar, são arrebatados por um amor sincero, avassalador, verdadeiro, engraçado e puro. Um espetáculo que diverte e emociona!

Data: 06/06/16
Espetáculo: Challito 100 Virtuose
Palhaço Chalito
Local: Nelson Tereré – Nova Alvorada do Sul
Horário: 19 horas
Sinopse - No Espetáculo “100 virtuose” Challito chega de avião de uma viagem longa e cansativa,  morre de medo de voar, alem de passar muita fome após horas de vôo, ele não vê o momento de pisar em terra firme, para fazer uma boquinha.Daí por diante uma simples tarefa de deixar sua mala em um local, ou comer um biscoito, se torna a mais fabulosa aventura e dramatúrgica ação do mundo da palhaçaria, trabalhando exclusivamente com o tempo cômico aproveitando o ridículo próprio e o da platéia, para  assim se entregar com o publico ao riso sincero e emocionante. Jogando principalmente com o improviso, usamos gagues tradicionais e novos experimentos onde o publico é a todo o momento levado a participar e evoluir junto com o palhaço.

Data :09/06/16
Espetáculo: Tekoha ritual de vida e morte do deus pequeno
Grupo: Teatro Imaginário Maracangalha
Local: aldeia Urbana Darci Ribeiro - Campo Grande
Horário:16 horas
Sinopse - O espetáculo narra a trajetória do líder guarani Marçal de Souza e sua resistência histórica na luta pela terra e direitos dos povos indígenas. A palavra que dá nome ao espetáculo, Tekoha, tem um significado peculiar. “Teko” significa modo de estar, sistema, lei, hábito, costume. Tekoha, assim, refere-se à terra tradicional, ao espaço de pertencimento da cultura guarani. É no Tekoha que os guaranis vivem seu modo de ser. O Teatro Imaginário Maracangalha faz da rua a representação tão sagrado aos guaranis.

Data: 10/06/16
Espetáculo: Conto da Cantuária
Grupo: Teatro Imaginário Maracangalha
Local : Comunidade negra Tia Eva
Horário: 18 horas
Sinopse - Texto medieval de Geofrey Chaucer em Contos de Canterbury (1340) que aborda o comércio das religiões, para tanto utiliza-se da pesquisa  no teatro de bufões e cantigas religiosas.

Data:12/06/2016
Circo Le Chapeau
Espetáculo: Tradicional Pocket Show
Local: Feira na Praça da Bolívia
Horário: 10 horas
Sinopse - O espetáculo a ser apresentado é um espetáculo de variedades do Circo Le Chapeau onde resgatamos números clássicos de circo, como: malabares, Palhaço, acrobacia...

Data:17/06/2016
Cortejo Cênico Rede Brasileira de Teatro de Rua
Grupos de teatro de Rua do Brasil
17 horas
Local :centro de Campo Grande
Sinopse - Cortejo cênico musical poético que ocupara as ruas do centro da cidade de Campo Grande com atores fantasiados e com músicas populares, marchinhas e muita poesia. 

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS
Banner TCE