22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Cultura

FCMS leva peças de MS à 20ª Feira Nacional de Artesanato

19 novembro 2009 - 14h50
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  A FCMS vai disponibilizar o transporte das peças até o local para as associações de artesãos como a Associação de Artesãos de Mato Grosso do Sul (Artems), o Sindicato dos Artesãos de Mato Grosso do Sul (Sinarte) e a União dos Artesãos (Unearte), a Federação dos Artesãos de Mato Grosso do Sul (Fenarte), além do trabalho de artesãos da Incubadora Zé Pereira,da Comunidade Negra São Sebastião e da Praça dos Imigrantes da Capital.

  Foi organizada ainda pela Gerência de Atividades Artesanais da FCMS uma Caravana Técnica com o objetivo de proporcionar aos artesãos sul-mato-grossenses a vivência do funcionamento das grandes feiras de artesanato nacionais e promover também o intercâmbio de conhecimentos destes com artesãos de todos os Estados brasileiros.

  Neste ano 64 artesãos de Piraputanga, Rio Verde, Aral Moreira, Ponta Porã, Ivinhema, Três Lagoas, Distrito de Palmeiras, Aquidauana, Mundo Novo e Nova Alvorada do Sul irão integrar a caravana.

20ª Feira Nacional de Artesanato

  A Feira Nacional de Artesanato (FNA) completa este ano sua segunda década de realização e esta edição irá homenagear o Brasil e sua diversidade cultural, étnica e artesanal. Pelo sexto ano consecutivo o evento será realizado no Centro de Exposições George Norman kutova (Expominas).

  Na edição anterior houve uma visitação recorde de 180 mil pessoas e negócios da ordem de R$ 86 milhões que, segundo a realizadora do evento e presidente do Instituto Centro Cape (Icape), Tânia Machado. “No ano anterior, no auge da crise financeira internacional, a FNA conseguiu superar as expectativas de todos os envolvidos”, destacou.

  A 20ª Feira Nacional de Artesanato ocupará uma área de 23 mil metros quadrados, com 1,1 mil estandes e cerca de 8 mil expositores distribuídos entre o grande pavilhão do Expominas, Oca Maior (tribos indígenas), Espaço Brasil (ícones do artesanato brasileiro) e o Meu 1° Evento (expositores que participam pela primeira vez de um evento de grande porte).

  Artesãos de todos os estados brasileiros e representantes de 12 países irão expor e comercializar cerca de 50 mil itens artesanais. Os índios estarão representados por 25 etnias de diversas tribos do país. Além de reforçar a qualidade do artesanato nacional, a FNA também ajuda a manter a qualidade de vida das pessoas que estão ligadas a este ofício.

  Este ano a 20ª Feira Nacional de Artesanato trará novidades para o visitante, como o Espaço Brasil, que contará com a presença de ícones do artesanato brasileiro de todos os estados e do Distrito Federal apresentando o artesanato típico do local.

  Outra inovação será o Mercado das Pulgas, que se propõe a receber doações para ajudar instituições da Capital. Além disso, o visitante irá encontrar no evento cinco praças que representam as regiões do país, cada uma caracterizada e com apresentações do artesanato local, shows musicais e folclore.

  Também durante a feira, será realizada a Conferência CEFE Latino Americana (CEFErência Brasil 2009), uma oportunidade de reunir profissionais da América Latina, envolvidos com a aplicação de empreendedorismo através de metodologias participativas, proporcionando maior intercâmbio, troca de experiências e difusão tecnológica. A proposta é debater, discutir, refletir e avaliar as metodologias visando sua integração e aplicação na questão empreendedora.

  O primeiro dia do evento (24/11) é reservado apenas para lojistas e compradores de atacado, com o objetivo de gerar negócios num ambiente empresarial e otimizar o tempo. Cerca de 10 mil lojistas encontrarão variedade e novidades para incrementar o estoque para as vendas de natal.

  O setor de exportação aguarda 120 compradores internacionais, que devem gerar US$ 2 milhões no decorrer dos próximos 12 meses em negócios que serão realizados com os artesãos. Dentre os compradores, dois deles virão através do Projeto Comprador, uma parceria do Instituto Centro Cape com a APEX - Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos).

  A Feira Nacional de Artesanato faz parte do Calendário Brasileiro de Exportações e Feiras, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Também está classificada como evento cultural, através da Lei de Incentivo à Cultura, do Ministério da Cultura. O evento é apoiado pela Petrobras, Banco do Brasil, Fiemg, Cemig, Correios, Codemig e Apex Brasil.

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
AL MS