31 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Cultura

Américo Calheiros entrega Cestas da Cultura na quarta-feira

23 novembro 2009 - 15h29
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  No dia 25, quarta-feira, o acadêmico Américo Calheiros, presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, vai realizar a entrega da Cesta Básica da Cultura, projeto social de incentivo à leitura e à literatura regional.

  O projeto consiste na entrega anual de cestas compostas por livros, em sua maioria de autores regionais, que enriquecem o acervo das entidades e se revertem na ampliação e no reforço da paixão pela leitura.

  Criada em 2001 por Américo Calheiros enquanto membro da Academia Sul-mato-grossense de Letras, a Cesta Básica da Cultura tem ainda os objetivos de incentivar a formação de bibliotecas e entidades similares e o reforço das já existentes, a divulgação do livro como fonte de conhecimento e o enaltecimento do trabalho do autor regional, além de fortalecer o gosto pela leitura.

  Para consolidar essa proposta, foram realizadas parcerias durante os primeiros seis anos com a Academia Sul-mato-grossense de Letras, a prefeitura municipal de Campo Grande e escritores locais. Este ano, entre os doadores, se destacam o Governo do Estado de MS, a prefeitura de Campo Grande, a Academia Sul-mato-grossense de Letras, Oswaldo Possari, as editoras Life e Paulus, o Senai, o Ipsis, e os escritores Coaraci Nogueira de Castilho, Edna Kohatsu, Edno Machado, Elias Borges, Elizabeth Fonseca, Guimarães Rocha, Paulo Moriassu Hijo e Reginaldo Alves de Araújo.

  Em sua 9ª edição, o projeto atinge o patamar de 11.750 livros distribuídos na capital e no interior desde seu início. Neste ano, entrega 50 cestas com 45 livros cada, totalizando 2.250 títulos, em sua maioria lançados no decorrer de 2009.

  “O livro é o ingrediente essencial para a alimentação do saber e do conhecimento humano, tão importante e indispensável quanto o arroz e o feijão. É a ferramenta imprescindível para a conquista do desenvolvimento pleno de uma nação. Símbolo maior da educação e da cultura, o livro deve chegar a todos os cidadãos e essa é uma tarefa de todos”, destacou Américo Calheiros.

  Dentre os contemplados, estão entidades como a Biblioteca e Sala de Leitura da Moreninha I e II e do Jardim Colonial, a Escola Ideal, a Casa Brasil, o Instituto Martim Luther King, a Gibiteca, a Escola Municipal Neno Menezes de Ávila, de Palmeiras, Escola Municipal Irmã Irma Zorzi, Escola Estadual Candido Mariano, de Aquidauana, Escola Estadual Antonio Nogueira da Fonseca, de Terenos, Ceinf Indubrasil, Biblioteca do município de Pedro Gomes, Cia das Artes, Casa da Memória e Biblioteca Municipal de Corguinho, Biblioteca Carlos Drummond de Andrade, de Costa Rica, Biblioteca Municipal de Inocência, Escola Municipal Urbana Quinze de Outubro, de Miranda, entre outras.

  “Os alunos se interessam e contam com a chegada da cesta, que está cada vez mais abrangente, com títulos mais diversificados a cada ano. Os professores trabalham alguns desses livros em sala, para estimular o conhecimento do que é produzido aqui no Estado e ampliar a proposta do projeto”, conta Maria Suely Pereira, diretora da Escola Municipal Irmã Irma Zorzi, que há anos vem participando do projeto.

Banner Whatsapp Desktop
PMCG
AL MS