30 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
VARIEDADES

Aluno de Olavo de Carvalho assume coordenação de apoio a quilombos da Palmares

A Fundação Cultural Palmares é vinculada à Secretaria Especial da Cultura

14 agosto 2020 - 08h10
Sérgio Camargo assumiu o cargo durante o governo Bolsonaro, apesar dos protestos do movimento negro.
Sérgio Camargo assumiu o cargo durante o governo Bolsonaro, apesar dos protestos do movimento negro. - ( Foto: Divulgação/ Internet)

Sérgio Camargo, presidente da Fundação Palmares, trocou nesta sexta-feira, 14, o comando da Coordenação de Articulação e Apoio às Comunidades Remanescentes dos Quilombos, do Departamento de Proteção ao Patrimônio Afro-Brasileiro. Sai Tauiny Lasmar Moura dos Santos e entra Victor Hugo Diogo Barboza, aluno de Olavo de Carvalho.

A indicação foi feita por Camargo em 29 de julho e a nomeação foi publicada nesta sexta-feira, 14, no Diário Oficial junto com a exoneração de Santos, que ocupava o cargo desde julho de 2019.

A Fundação Cultural Palmares é vinculada à Secretaria Especial da Cultura.

Barboza é formado em direito e biomedicina, já foi filiado ao Partido Pátria Livre (PPL), passou em concurso para soldado, em Brasília, já atuou como ajudante parlamentar do PMDB e é aluno de um curso online de filosofia, ministrado por Olavo de Carvalho. Esta será sua primeira experiência com movimento negro.

Sérgio Camargo assumiu o cargo durante o governo Bolsonaro, apesar dos protestos do movimento negro.

Ela já disse que o Brasil tinha um racismo Nutella, que a escravidão foi benéfica aos negros, repudiou Zumbi, chamou o movimento negro de "escória maldita" e disse que o Black Lives Matter é racista.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
pmcg ms
TJ MS