30 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
COVID-19 EM MS

Confira os 15 municípios de Mato Grosso do Sul que pioraram no grau de risco de transmissão

Maioria dos municípios estão na faixa de risco médio (laranja) com piora do grau de risco em 15 cidades

24 setembro 2020 - 12h15
O Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel
O Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel - (Foto: Reprodução)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

O Governo do Estado atualizou, hoje (23), as bandeiras do grau de risco de todos os municípios do estado e encaminhou aos prefeitos as recomendações referentes à 38ª semana epidemiológica do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir). O destaque fica por conta dos 15 municípios que regrediram de bandeira:  Anastácio, Anaurilândia, Antônio João, Brasilândia, Dourados, Japorã, Ladário, Laguna Carapã, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rochedo e Sete Quedas.

"Precisamos persistir no cuidado individual e consciência de que o vírus ainda está aí e não temos vacina ainda", destacou o Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel.

O sexto mapa situacional, apresentado na live diária do coronavírus,  indica que 33 municípios mantiveram seu grau de risco, 31  municípios melhoraram e 15 municípios pioraram, evidenciando a necessidade de manutenção das medidas de isolamento e protocolos de biossegurança, conforme ressaltou Riedel.

“Observamos que a epidemia ainda está muito forte. À primeira vista, pode parecer que existe uma melhora, mas tivemos 15 municípios que pioraram seu grau de risco, por isso temos que tomar muito cuidado com as atitudes e manter um olhar atento não somente à estruturação da saúde, mas, principalmente, ao comportamento individual já amplamente divulgado”, destacou.

Outro ponto enfatizado pelo Secretário de Governo foi a união entre os setores para o êxito do Prosseguir: “Vale lembrar que o programa foi criado para manter o equilíbrio entre as atividades e temos obtido êxito em virtude do envolvimento de todos, incluindo o da iniciativa privada por meio do comércio e atividades empresariais. Mas precisamos persistir no cuidado individual e consciência de que o vírus ainda está aí e não temos vacina ainda. É um cuidado coletivo para o bem da nossa sociedade".

Mapa Situacional

O mapa situacional das quatro macrorregiões de Saúde (Corumbá, Campo Grande, Três Lagoas e Dourados), referente à 38ª Semana Epidemiológica (de 13 a 19/9) com recomendações para o período de 24 de setembro a 8 de outubro, apresenta 18 municípios na faixa de risco tolerável (amarela), 46 municípios no grau médio (bandeira laranja) e 15 no grau de risco alto (bandeira vermelha). O estado não tem nenhuma cidade nas faixas de risco baixo (bandeira verde) ou extremo (bandeira cinza).  

Para gerar essa classificação, o programa avalia indicadores municipais relacionados à disponibilidade de leitos de UTI, quantidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), busca por contatos de casos confirmados, redução da mortalidade por Covid-19, disponibilidade de testes, incidência na população indígena, redução de casos entre profissionais da saúde, redução de novos casos, necessidade de expansão de leitos e situação de fronteira com país ou divisa com estado que tenha aumento de casos. 

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
ALMS