27 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
SEM BEBIDA ALCOÓLICA

Proprietários de bares em Campo Grande alegam que situação difícil já começou antes do decreto

Conforme a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Mato Grosso do Sul (Abrasel MS), o setor já demitiu mais de 3 mil entre bares e restaurantes e a tendência é aumentar nos próximos meses

12 agosto 2020 - 14h50Carlos Ferreira
Bares estão vazios
Bares estão vazios - (Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil)
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

O decreto instaurado pelo prefeito Marquinhos Trad (PSD) na tarde de ontem (11), onde proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos levantou uma nova discussão: como os donos de bares e semelhantes vão lidar com essa nova medida de biossegurança?

Anselmo Agustinni é proprietário de bar e tabacaria no bairro Cophavilla II, e explica que as dificuldades encontradas por proprietários do segmento vão alem. “Estamos passando por um momento onde nossas dificuldades estão indo além dessas medidas, até por que sabemos que esse decreto tem uma data para acabar, mas a pandemia não. Vivemos na incerteza diariamente”, lamenta.

Conforme a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Mato Grosso do Sul (Abrasel MS), o setor já demitiu mais de 3 mil entre bares e restaurantes e a tendência é aumentar nos próximos meses.

O presidente Juliano Wertheimer da entidade orienta que os empresários busquem formas de lidar com a situação atual causada pelo coronavírus. “Faça a gestão, reduza os custos, negocie com seus fornecedores, busque créditos para voltar a comprar, faça um planejamento da sua equipe. Todas essas estratégias para o empresário sobreviver”, explica.

Fazer o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos está proibido até domingo (16) em Campo Grande

Pedro Lacombe tem um bar na região central da Capital e afirma que os problemas já estão acontecendo desde março e que o atual decreto é a “cereja do bolo” para acentuar o prejuízo. “Claro que estou preocupado com a pandemia, mas também temo pelo meu negócio. Já demiti, já recalculei e estou com novos projetos. Nessa situação é necessário termos um plano B, pois não sabemos quando isso de fato vai acabar”, desabafa.

Desde ontem até domingo (16), fica proibido o consumo de bebidas alcoólicas nos locais de venda, bem como nos espaços públicos e de acesso ao público, inclusive bares e restaurantes. O novo decreto visa coibir o avanço do novo coronavírus.

O pedido foi feito pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul diante dos resultados da fiscalização realizada durante 10 dias em bairros de Campo Grande pelos Promotores de Justiça que atuaram em força-tarefa juntamente com a Polícia Militar e a Guarda Municipal, que notaram o desrespeito ao toque de recolher e a aglomeração em bares e restaurantes, mesmo dentro do horário permitido.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
pmcg ms
TJ MS