28 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
AO VIVO Acompanhe a transmissão do jornal GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS
Transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação
brasil

Brasil contabiliza média móvel diária de 472 mortes por covid-19

O número total de casos chegou a 6.166.898 e de mortes 170.799

25 novembro 2020 - 19h19
O balanço é feito a partir de dados divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde
O balanço é feito a partir de dados divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde - (Foto: Arte sobre foto de Alissa Eckert, MS)
MÊS DA ECONOMIA COMPER

A média móvel diária de mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil ficou em 472 nesta quarta-feira, 25. Esse tipo de média considera os dados dos últimos sete dias e evita distorções provocadas pelas variações diárias dos registros. Nas últimas 24 horas, foram registrados mais 45.449 casos e 620 mortes, segundo levantamento feito por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL junto às secretarias estaduais de saúde. Na terça-feira, 24, o Brasil alcançou mais de 170 mil mortes por covid-19.

O número total de casos chegou a 6.166.898 e de mortes 170.799. O balanço é feito a partir de dados divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 5.512.847 brasileiros se recuperaram da doença e outros 482.990 seguem em acompanhamento.

A farmacêutica Pfizer informou nesta quarta-feira, 25, que deu início ao processo de submissão para registro da sua vacina contra a covid-19 junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Brasil é o segundo país com mais mortos, atrás apenas dos Estados Unidos, que registrou 261.874 mortes por covid-19. No total de infectados, de acordo com a Universidade Johns Hopkins (EUA), o Brasil fica atrás dos Estados Unidos e da Índia.

Parceria

O balanço de óbitos e casos é resultado da parceria entre Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL, e feito em conjunto com as secretarias estaduais de Saúde. Os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde o dia 8 de junho, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal. De forma inédita, a iniciativa foi uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia e se manteve mesmo após a manutenção dos registros governamentais.

Banner Whatsapp Desktop
Comper sem sair de casa

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você conseguiu ficar em dia com todas as contas do início do ano?

Votar
Resultados
Comper sem sair de casa
TJ MS
Senar