27 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Agricultura

Prefeitura de Dourados trabalha para melhorar a vida de pequenos agricultores

20 janeiro 2014 - 09h21
A.Frota
Para levar apoio e informação ao pequeno produtor rural de Dourados, o prefeito Murilo criou a Semafes (Secretaria de Agricultura Familiar e Economia Solidária), que iniciou os trabalhos no ano passado e já contribui de forma especial para a melhoria da qualidade de vida no campo.
 
Pelo trabalho da secretaria, comandada por Landmark Ferreira Rios, os dois assentamentos do município, o Lagoa Grande e Amparo, receberam atenção especial. No Lagoa Grande, o preparo de solo chegou a 100 hectares, atendendo 45 famílias. No Amparo, além de preparo de solo, foi feita a doação de sementes de hortaliças e melancia. A prefeitura também entregou matracas (para plantio manual) para 24 famílias.
 
No final do ano foi firmado um acordo de cooperação com o Incra para a vistoria no Assentamento Lagoa Grande, visando a concessão de título definitivo para as 151 famílias. Isto permitirá a elas acesso a crédito e a uma série de outros benefícios.
 
CASA Em todos os assentamentos foi feito o cadastramento para o PNHR (Programa Nacional de Habitação Rural), que totalizou 500 inscrições. Os processos foram encaminhados ao Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal. Até o final do ano passado o Banco do Brasil havia aprovado o crédito para 30 famílias reformarem ou construírem uma nova casa no campo. A Caixa Econômica Federal havia beneficiado 18 famílias.
 
Também visando os assentamentos e a comunidade rural e urbana daquela região como um todo, a prefeitura organizou uma ação social no distrito de Itahum, com participação de outras instituições parceiras. Foram 870 atendimentos ao longo do dia, incluindo inscrições para o PNHR, agendamento de preparação de solo, atualização de cadastro dos agricultores, inscrição ao CadÚnico e exames preventivos do câncer.
 
As comunidades indígenas são igualmente bem cuidadas pela prefeitura. Três tratores trabalham nas aldeias Bororó, Jaguapirú e Panambizinho no preparo de solo, atingindo uma área de 338,5 hectares. A secretaria também atende com assistência técnica 21 grupos de produção, nos quais estão inseridas 438 famílias.
 
A secretaria também desenvolve dois programas de hortas importantes. Um deles, o PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável), em parceria com o Banco do Brasil e Sebrae/MS, atendeu 10 produtores. Outros 30 pedidos já foram encaminhados ao banco para produção de hortaliças orgânicas.
 
Na área urbana, foram implantadas no ano passado 17 unidades de hortas, beneficiando escolas e famílias. A prefeitura oferece o preparado do solo, doa sementes e dá acompanhamento técnico.
 
PRODUÇÃO COLETIVA Na área de economia solidária foi feita capacitação pelo “Programa Solidarius de Euclides Mance”, aplicado pelo Instituto Marista, que visa trabalhar coletivamente os grupos no sistema de compras, vendas, produção. A meta é inserir 200 famílias na economia solidária.
 
Nessa área, a Semafes também acompanha as lavanderias comunitárias, dando apoio e cuidando na manutenção e reparos, assim como para a Associação das Mulheres Rurais de Indápolis e lojas de empreendimento solidário. Foi reivindicada à Caixa uma Linha de crédito especial para os pequenos empreendedores.
 
Um dos grandes eventos realizados pela Prefeitura em 2013 no foi o “I Encontro da Agricultura Familiar e Economia Solidária”, que aconteceu na Embrapa, oferecendo cursos de capacitação ao agricultor, piscicultor e empreendimentos solidários, giro tecnológico e ainda comercialização de produtos. Pelo menos 2.500 pessoas de toda a região participaram.
 
PAA Entre outros projetos e ações importantes desenvolvidas pela Semafes em 2013 estão o PAA (Programa de Aquisição de Alimentos), beneficiando 120 pequenos agricultores da Agrovila Formosa, outros 120 produtores associados à MS-Peixe e mais 120 da Coquitec (Organização Tradicional das Etnias Guaranis Caiuás de Dourados), que puderam vender seus produtos para a Conab e depois destinados ao programa Mesa Brasil.
 
A secretaria também levantou informações na Secretaria de Educação e nas unidades escolares para a aquisição de produtos oriundos dos agricultores para a merenda escolar pelo PNAE (Programa Nacional da Alimentação Escolar).
 
Ações da prefeitura também garantiram um recurso de mais R$ 1,5 milhão para o Frigorífico do Peixe, cujas obras estão em andamento. No início deste ano será executado o “Projeto MANDIO’G”, que prevê a implantação de uma farinheira na aldeia Bororó, Também foi feito projeto para a aquisição dos equipamentos do CRA (Centro de Distribuição de Alimentos).
 
Com relação à aquisição de veículos, no ano de 2013 a secretaria recebeu um trator novo e uma picape Fiat Strada. Vários veículos já estão com recursos garantidos e serão licitados para o emprego no atendimento da população este ano. São eles: uma patrulha mecanizada para a Reserva Indígena, duas motoniveladoras e três utilitários (uma Strada, uma caminhonete e um caminhão pequeno) para atender o CRA, a ECOSOL e a agricultura.

 

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS
Banner TCE