24 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
Viviane Feitosa

MATERNIDADE & ESTILO DE VIDA

Ambientes infantis e outros nem tanto recebem leveza com ilustrações em aquarela

21 julho 2020 - 14h59Por Viviane Feitosa

Fui apresentada ao trabalho da artista plástica Tanara Renck pela minha irmã Vanessa. Ela estava à espera do seu primeiro filho, o meu sobrinho Eduardo, e preparava a decoração do quarto dele quando contratou os serviços da aquarelista para uma ilustração linda na parede.

Assim, em 2018, grávida da Martina e às voltas com uma ideia de decor que envolvia coalas e árvores foi a ela que eu recorri. Em uma única ligação, já tinha acertado a vinda dela ao meu apartamento, que na época não tinha nem mesmo minha família morando. Lembro somente que a artista entendeu em poucas conversas o que eu queria: os traços, a escolha das cores, tudo para conversar com a ideia de um quarto de bebê que não fosse necessariamente muito feminino ( já pensava no uso dele para um segundo filho) e que tivesse como tema Bichos, em especial o Coala.

A árvore pintada em aquarela na primeira versão

O resultado foi um coala pendurado em uma árvore de traços finos e cores suaves, mas que agradou tanto que não quis me desfazer do trabalho ao preparar o quarto para a chegada do meu segundo filho, o Venâncio. Assim, a Tanara retornou à minha casa este ano para duas demandas. A primeira dizia respeito a uma renovação da Árvore do Coala, que agora ganhou cores mais fortes e folhas mais robustas, levemente mais masculinas.

E o segundo pedido foi por uma aquarela para um quarto de menina, irmã mais velha que ganhou um novo quarto para chamar de seu. A ideia era criar um ambiente lúdico, para amenizar esse processo de transição. Assim, passei a ela o tema Cogumelos e o resultado - como da primeira vez - é uma ilustração com traços reais porém com referências de cores e elementos que lembram o universo infantil. Toda vez que entro no quarto, descubro um novo elemento e me encanto com o talento da artista.

Para nossa sorte, a gaúcha Tanara Renck veio parar em Campo Grande depois de deixar sua cidade natal - Taquara, no Rio Grande do Sul, e uma breve passagem por Maringá.

Seu trabalho merece ser conhecido por um número cada vez mais de pessoas, daí veio a ideia do convite para essa matéria. As perguntas foram enviadas por WhatsApp, assim que ela terminou seu minucioso trabalho no quarto da Martina.

V- Tanara, parabéns pelo seu trabalho. Mais uma vez amei o resultado da aquarela que você criou com tanto preciosismo. Você pode contar por cima sobre a sua formação nas Artes?

T- Desde muito cedo eu apresentei habilidades artísticas. Eu nasci em Taquara, no Rio Grande do Sul. Lá, me formei em Música pelo Conservatório Musical Heitor Villa-Lobos, RS. Hoje tenho também Licenciatura em Artes Visuais pelo IESF - Instituto de Ensino Superior da Funlec, MS.

V- Quais técnicas você utiliza nos seus trabalhos?

T- Aos 19 anos, fiz um curso de técnicas artísticas no Oficina de Artes Elian Herrera, em que aprendi diversas técnicas de desenho e pintura, como desenho em grafite, lápis de cor, aquarela, nanquim, carvão, pastel seco e oleoso e pinturas em tecido, óleo e acrílica sobre tela, além de técnicas de artesanatos e diferentes materiais.

V- E a sua trajetória nas artes, como foi?

T- Depois de formada em Música, aos 21 anos, fundei a Escola de Música Arte & Talento, que permaneceu em funcionamento até 2010, em Sapiranga - RS. Hoje, aqui em Campo Grande, atuo como arte educadora na rede municipal de ensino. E continuo a lecionar aulas de piano, teclado, violão, desenho e pintura em meu ateliê, para crianças e adultos de todas as idades. Minhas primeiras experiências em desenhos e pinturas em paredes foram pinturas de painéis em igrejas. Depois pinturas em bibliotecas, salas de recreação e até em pátio de escolas. Hoje tenho desenvolvido pinturas de painéis em residências, principalmente quarto de crianças e bebês, salas de estar e outros em consultórios médicos.

V- Já li em algum lugar uma comparação entre aquarela e o processo de terapia, de esvaziar a mente e deixar fluir. Você concorda ?

T- Depois de uma experiência de mais de 30 anos, em aulas, posso dizer que a arte é libertadora e disciplinadora. Traz deleite, autofirmação e é altamente prazerosa. Isso pode ser percebido, tanto na música como na artes visuais.

V- Qual o trabalho que vc recorda como o mais gratificante ?

T- Uma das experiências mais marcantes que recordo foi um trabalho voluntário, realizado com os colegas artistas da Confraria Sociartista, associação de artistas à qual faço parte, na E. E. Prof. Maria de Lourdes Toledo Areias, Campo Grande, MS em 2016. Foi realizado um mutirão com a direção da escola, professores, pais e alunos e os artistas para revitalizar essa escola. Foram compradas tintas e muitas pessoas participaram deste mutirão. Cada artista pintou em um das paredes da sala de aula, um lindo painel com desenhos e imagens coloridas. Os alunos auxiliaram nesse processo de produção. Ao todo, 14 salas de aulas foram pintadas pelos artistas. Depois de 30 anos sem reformas, a escola ficou linda. Desde então, os alunos aprenderam a valorizar a arte e a preservar o espaço onde estudam.  Foi uma experiência enriquecedora para todos que participaram.

Tanara tem várias obras premiadas e já participou de diversas exposições de arte, coletivas, individuais e até no exterior, como:

Carroussel du Louvre, Paris, França 2018 -

Galeria Ara Arte, Madri, Espanha 2018 -

Forte São Francisco de Chaves, Chaves, Portugal 2019

Centro de Convenções, Dubai, Emirados Árabes - 2019

FALE COM A TANARA  - AQUI

 

Deixe seu Comentário

FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
pmcg ms
TJ MS