07 de agosto de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
agecom
VIZINHO CONFESSOU

Após ter matado Carla, assassino escondeu o corpo debaixo da cama e foi trabalhar

Carla foi morta com golpes de faca no pescoço, sofreu violência sexual e o corpo foi deixado na esquina da casa dela

15 julho 2020 - 10h00Da Redação
Lençol com sangue foi encontrado na casa do rapaz
Lençol com sangue foi encontrado na casa do rapaz - (Foto: Reprodução)
HVM

Saiba Mais

Foi preso na noite de ontem (14), Marcos André Vilalba Carvalho, 21, após confessar ter matado Carla Santana Magalhães, 25, em Campo Grande. A jovem foi levada de frente a sua casa no dia 30 de junho e foi encontrada morta na esquina de sua casa no último dia 3. Segundo o delegado responsável pelo caso, Carlos Delano, apesar de confessar o crime, Marcos não se lembra de como matou a jovem e que após se deparar com o corpo, arrastou para debaixo da cama.

“Marcos nos disse que quando acordou e se deparou com Carla morta, arrastou o corpo para debaixo da cama e seguiu a vida normalmente”, disse o delegado.

O rapaz, era vizinho de Carla e segundo apurações, não havia sinais de relacionamento entre os dois. Ele foi preso no bairro Coronel Antonino, pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Homicídios (DEH) e confessou envolvimento no crime. Durante busca pessoal na residência, os policiais acharam lençol de tecido com manchas de sangue. Uma máscara de proteção facial com sinal de sangue também foi localizada no local. Segundo a polícia, Marcos não tem envolvimento com o crime organizado.

“Ele confirma a autoria do crime, mas alega não se recordar do ato. Disse estar arrependido”, afirma Delano.

Carla foi morta com golpes de faca no pescoço, sofreu violência sexual e o corpo foi deixado na esquina da casa dela.

“Ele estava bebendo na casa dele. Viu Carla passando na rua e cometeu o ato. Ele afirma que teve uma perca de memória e acordou com a vítima já morta no chão de seu quarto”, afirma o delegado responsável pelo caso, Carlos Delano.

Carla foi encontrada morta na esquina de sua casa

O delegado ainda explica que foram feitos exames periciais na casa de Marcos que confirmou que a morte de fato aconteceu na casa ao lado de Carla.

Prisão - A prisão do rapaz se deu com apoio do Batalhão de Choque da Polícia Militar (BPChoque). Os militares receberam informação de que um vizinho de Carla, que morava no bairro Tiradentes, tinha envolvimento com a morte dela e passou a intensificar rondas na região.

Dias depois, os policiais viram que o vizinho estava no portão da casa dele, mas ao perceber a viatura, correu por um corredor. Diante da situação, os militares o abordaram e no bolso dele foi encontrado um pedaço de pano aparentemente manchado com sangue.

Os policiais também viram, perto do fogão da casa, um lençol com manchas idênticas às que estavam no pano do bolso do suspeito. O rapaz disse que o sangue era dele e como não havia nenhum mandado judicial contra ele, acabou liberado.

Os militares informaram à DEH sobre a situação e o rapaz passou a ser investigado, sendo preso no bairro Coronel Antonino.

O delegado afirmou que o caso não está fechado e que novas investigações estão sendo feitas.

*Matéria atualizada  às 10h36 para o acréscimo de novas informações.

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Auxilio Emergencial  (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você vai fazer compras de Dia dos Pais neste ano?

Votar
Resultados
GAL COSTA
Cornavirus
agecom - fullbanner