18 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju covid
DETRAN

Carteira Nacional de Habilitação com código de barras protege população

Essa novidade tecnológica vem para contribuir com os órgãos de fiscalização, comerciantes e com a população em geral que pode sofrer prejuízos com a falsificação de documentos

7 junho 2017 - 07h00
Conforme a diretora de Habilitação do Detran-MS, Rosilda da Silva Melo, qualquer pessoa pode ter acesso ao aplicativo ‘Lince’ e verificar se os dados impressos na CNH estão corretos
Conforme a diretora de Habilitação do Detran-MS, Rosilda da Silva Melo, qualquer pessoa pode ter acesso ao aplicativo ‘Lince’ e verificar se os dados impressos na CNH estão corretos - Jaqueline Hahn Tente
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Já pensou em conferir a veracidade de um documento em um aplicativo de celular através de um código de barras? Desde o mês passado isso já pode ser feito com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), pois, no início de maio, o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS) adicionou o código de barras bidimensional, conhecido como Quick Response Code – QR Code, no verso das habilitações.

Essa novidade tecnológica vem para contribuir com os órgãos de fiscalização, comerciantes e com a população em geral que pode sofrer prejuízos com a falsificação de documentos. No caso do comércio, mais especificamente em locadoras de veículos, a inclusão do QR Code garantirá a segurança no ato da locação.

Flávio Vasconcelos, diretor da locadora de veículos “Auto Locadora Rally”, conta que sua frota varia de veículos populares até caminhonetes 4×4 e que já passou por duas situações em que apresentaram CNHs falsas.

“Em 1.997, nos foi apresentada uma CNH falsa e tivemos um veículo com apropriação indébita, pois ainda não fazíamos a consulta do documento junto ao Denatran. O veículo foi recuperado depois de seis meses e não recebemos nenhum valor sobre essa locação. Posteriormente descobrimos que não tínhamos sido a primeira locadora em que o estelionatário tinha praticado esse ato. E há mais ou menos um ano ocorreu o segundo caso. Outro cliente apresentou a CNH e constatamos que a habilitação não era válida, pois apresentava divergência e não aprovamos o cadastro”, revela.

Com uma média de 150 locações por mês, entre locações diárias e mensais, ele acredita que o novo sistema proporcionará mais facilidade e agilidade, tanto para a locadora, como para os clientes que terão seu cadastro aprovado com mais rapidez.

“Sem dúvida a inclusão do QR Code vai facilitar muito, porque sempre procuramos fazer uma triagem em toda a documentação apresentada e a CNH é a mais importante. Temos sempre o cuidado de verificar junto ao Denatran a veracidade do documento ou até mesmo junto ao Detran onde a CNH foi emitida. Porém, existem alguns Detrans que exigem cadastro do próprio condutor no site e isso acabava dificultando a consulta”.

Conforme a diretora de Habilitação do Detran-MS, Rosilda da Silva Melo, qualquer pessoa pode ter acesso ao aplicativo ‘Lince’ e verificar se os dados impressos na CNH estão corretos.

“Agora ficou bem mais difícil a falsificação da CNH, porque só de aproximar a câmera do celular aparece no aplicativo todos os dados do condutor que estão na base nacional do Denatran e assim é possível confrontar com as informações que estão na habilitação”, pontuou.

A diretora ainda destaca que em janeiro já houve uma mudança na CNH, ocasião em que os requisitos de segurança aumentaram de 19 para 28. Agora, com a inclusão do QR Code, a habilitação possui 29 itens de segurança no total.

“Assim como ocorreu em janeiro, a mudança para a CNH com o novo item de segurança não terá acréscimo no valor da habilitação e ocorrerá de forma gradativa. Quando o cidadão for renovar a habilitação, realizar uma segunda via, adição ou mudança de categoria já será expedido o novo modelo”, ressaltou Rosilda.

Do começo de maio até agora já foram emitidas 25.082 CNHs com o QR Code em Mato Grosso do Sul. A estimativa é que em cinco anos os 1.106.860 condutores do estado estejam com o novo modelo.

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Considerando a pandemia do novo coronavírus, você acha que o TSE deveria ter editado resolução e tornado o voto não obrigatório este ano?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
pmcg ms
TJ MS