22 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju covid
VIOLÊNCIA

Padrasto é condenado a 48 anos de prisão por estupro a enteada em MS

A violência sexual ocorreu por quatros anos, dentro da casa da família, no município de Coxim.

8 fevereiro 2016 - 09h30Da redação
ilustração
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Um homem foi condenado pela Justiça de Mato Grosso do Sul a 48 anos, 3 meses e 15 dias de prisão em regime fechado devido a violência sexual cometida por quatros com a sua enteada. De acordo com a sentença, os estupros aconteceram entre 2011 a 2015 e o acusado confessou os crimes.

A vítima era enteada do acusado e os estupros aconteciam na casa da família, em Coxim, a 257 quilômetros de Campo Grande. Em algumas vezes, a mãe da vítima estava viajando. Conforme documento judicial, a vítima relata os episídios com clareza e em detalhes. 

Segundo a sentença assinada pela juíza Tatiana Dias de Oliveira Said, o primeiro episódio de violência aconteceu quando a menina tinha 11 anos e o último, 15. Aos 14 anos, ela perdeu a virgindade com ato do padrasto.

A defesa do réu pediu a absolvição ou desclassificação do crime para contravenção penal e ainda o reconhecimento da confissão.

 

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms