18 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju covid
EDUCAÇÃO

FETEMS debate como será o pagamento do reajuste salarial do piso dos professores

A Federação reafirmou também, seu posicionamento contrário ao adiamento das aulas para 29 de fevereiro.

20 janeiro 2016 - 08h25Da redação com informações da assessoria
Divulgação

Uma comissão da FETEMS se reuniu com membros do governo do Estado, para debater como será a implantação do reajuste de 11,36%, a partir de janeiro de 2016. Além da questão do piso, outros pontos também foram debatidos, durante a reunião que aconteceu na terça-feira (19). 

Sobre o reajuste do piso dos professores ficou definido que:

·         Não será possível conceder o reajuste de 11,36% aos professores da Rede Estadual em janeiro, pois as articulações nacionais demoraram um pouco para serem fechadas.

·   O governo do Estado afirmou que irá cumprir a legislação nacional e que o salário será reajustado.
·         O pagamento será retroativo, contando a partir do dia 1° de janeiro.
·         A FETEMS terá uma nova reunião com o governo no dia 11/02 para acertar o pagamento.

Início do ano letivo

·         A FETEMS reafirmou seu posicionamento contrário ao adiamento das aulas para 29 de fevereiro.

·  Com o adiamento, preocupada com os convocados e convocadas, a Federação sugeriu ao governo que faça uma folha de pagamento separada para que os profissionais possam receber em março e não em abril como está sendo previsto.
·         O governo dará uma resposta no início da próxima semana. Comunicaremos todos e todas.

Coordenação Pedagógica

·         A FETEMS se posicionou totalmente contrária aos boatos que estão surgindo sobre possível convocação e gratificação de coordenadores pedagógicos. Queremos que este processo permaneça como está, sendo assim que os coordenadores e coordenadoras sejam apenas efetivos e efetivas do Estado.

Concurso

·         Serão chamados 300 novos administrativos e 500 novos professores, no início de fevereiro, conforme o acordado anteriormente com o governo do Estado.

·         O governo colocou que os administrativos estão sendo chamados e não estão comparecendo na posse, por isso ficou definido que haverá um novo concurso, ao invés da prorrogação do anterior.

1/3 de hora-atividade

·         A primeira parcela do 1/3 de hora-atividade, referente a 2013, será paga a partir do salário de janeiro. Serão 11 parcelas e são apenas para os professores e professoras que estavam em sala de aula neste ano.

·         Isso acarretará um acréscimo de R$ 1 milhão e 700 mil na folha do Estado.

Algumas questões como dos coordenadores pedagógicos serem convocados ficaram em aberto, para serem debatidas na próxima reunião, pois a secretária de educação, Maria Cecília, não estava presente. Se encontrava em Brasília cumprindo agenda no MEC.

Participaram da reunião representando a FETEMS: Roberto Magno Botareli Cesar (presidente), Jaime Teixeira (Tesoureiro) e Lucílio Souza Nobre (presidente da ACP)?Participaram da reunião representando o governo: Eduardo Riedel (secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica), Carlos Alberto de Assis (Secretário de Estado de Administração e Desburocratização) e Rose Modesto (vice-governadora e governadora em exercício).

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Considerando a pandemia do novo coronavírus, você acha que o TSE deveria ter editado resolução e tornado o voto não obrigatório este ano?

Votar
Resultados
GAL COSTA
TJ MS
pmcg ms