22 de janeiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
ENTIDADE

Em chapa única, eleição da Federação dos Trabalhadores em Educação acontece amanhã

A eleição da maior entidade sindical do Estado envolve 25 mil trabalhadores e trabalhadoras em educação afiliados aos 73 SIMTEDs que compõem a Federação

31 maio 2017 - 15h53Da Redação com Assessoria
MÊS DA ECONOMIA COMPER

A Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato grosso do Sul (Fetems) realiza, nesta quinta-feira (1), a eleição da entidade para o período 2017/2021,  às 9horas na ACP(Sindicato Campo-Grandense dos Profissionais da Educação Básica), localizada na Rua sete de Setembro, nº 693, Centro.    

A eleição da maior entidade sindical do Estado envolve 25 mil trabalhadores e trabalhadoras em educação afiliados aos 73 SIMTEDs que compõem a Federação. A eleição acontece dia 1ºde junho, das 8h às 18h, em todos os municípios do estado.

Neste ano, a eleição contará com chapa única. O candidato a presidente é o professor Jaime Teixeira, e a vice-presidente, a professora Sueli Veiga Melo. Um dado importante é que esta eleição será a primeira em que haverá paridade entre homens e mulheres que compõem a chapa.

Serão eleitos 21 cargos da executiva da entidade e sete suplentes. Também serão eleitos 14 vice- presidentes das regionais e respectivos suplentes. As regionais englobam todos os municípios sul-mato-grossenses.

“Temos a consciência da importância do movimento dos trabalhadores em educação em nosso estado. O objetivo é continuar trabalhando para fortalecer ainda mais a categoria e lutar por uma educação pública com qualidade e valorização profissional”, pontuou o candidato a presidente, professor Jaime Teixeira.

Algumas das metas e propostas da chapa estão: luta contra as reformas da Previdência e Trabalhista, luta contra a terceirização na educação por meio das organizações sociais, manter a política do piso de 20 horas, que concede o maior salário do país aos professores sul-mato-grossenses, apoiar e fortalecer os conselhos de politicas públicas ligados à educação, fortalecer o debate e a proteção em relação a saúde dos trabalhadores e lutar por uma politica salarial para os funcionários administrativos, os servidores com o menor salário do Estado. São 35 pontos elencados que fazem parte da luta da Federação.

 

Banner Whatsapp Desktop