22 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju covid
SAÚDE

Ação social busca conscientizar sobre a prevenção a doenças renais

Evento acontece no dia 10, na praça do Rádio, com o tema “A prevenção da doença renal começa na infância”

7 março 2016 - 18h16
Atualmente, a Doença Renal Crônica é considerada um problema de saúde pública mundial. Mais de um milhão de pessoas no mundo estão em diálise e outros tantos milhões apresentam algum grau de perda de função renal
Atualmente, a Doença Renal Crônica é considerada um problema de saúde pública mundial. Mais de um milhão de pessoas no mundo estão em diálise e outros tantos milhões apresentam algum grau de perda de função renal

A Unigran Capital e a Associação Beneficente dos Renais Crônicos de Mato Grosso do Sul (Abrec/MS) realizam, na quinta-feira, 10, campanha pelo Dia Mundial do Rim na Praça Ary Coelho. O tema da campanha é “A prevenção da doença renal começa na infância”. O evento será na Praça Ary Coelho, das 8h às 17h. O objetivo é incentivar e facilitar a detecção precoce de doenças nos rins e orientar a sociedade para adotar um estilo de vida saudável para as crianças e seus pais. A campanha também quer alertar para a importância do tratamento de crianças com problemas renais.

Os acadêmicos do 3º, 5º e 7º semestres de Enfermagem da Unigran Capital, sob a supervisão de professores, vão aferir a pressão arterial sistêmica, a circunferência da cintura e o Índice de Massa Corporal para detectar distúrbios do peso, além de orientar a população sobre cuidados básicos.

Atualmente, a Doença Renal Crônica é considerada um problema de saúde pública mundial. Mais de um milhão de pessoas no mundo estão em diálise e outros tantos milhões apresentam algum grau de perda de função renal.

Estudos populacionais em diferentes países têm evidenciado prevalência de Doença Renal Crônica (DRC) de 7.2% para indivíduos acima de 30 anos e 28% a 46% em indivíduos acima de 64 anos. Em seus estágios avançados, a DRC está relacionada ao aumento de internações hospitalares, mortalidade cardiovascular, grande impacto na qualidade de vida e elevados custos para a saúde pública.

Segundo a coordenadora do Curso de Enfermagem da Unigran Capital, Vânia Stolte, “a implantação de estratégias de rastreamento e prevenção da DRC deve incluir orientação básica de saúde, em que profissionais de saúde vão alertar a população sobre as doenças de comorbidades mais comuns como obesidade e Hipertensão arterial sistêmica”.

Tuberculose e Hanseníase
No dia 8, os acadêmicos de Enfermagem da Unigran Capital que atuam na Liga Acadêmica e Doenças Infecto Parasitárias (LADI) participam da abertura da Campanha Nacional de Luta contra a Tuberculose, no auditório do LAC da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). A ação é da Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande, que vai desenvolver uma série de atividades neste mês para orientar sobre a prevenção e tratamentos a essas doenças.

Em 2015, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alertou que a tuberculose é a doença infecciosa que mais mata no planeta, superando a Aids. O Brasil está entre os 22 países que concentram o maior número de casos. 

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
pmcg ms
TJ MS