22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Política

Zeca do PT passa Carnaval com Lula e mostra chapa para enfrentar André

Ex-governador Zeca do PT  e a esposa Gilda dos Santos, embarcando na última sexta-feira, rumo à Bras
Ex-governador Zeca do PT e a esposa Gilda dos Santos, embarcando na última sexta-feira, rumo à Bras - Divulgação
Fort  Atacadista - 21 ANOS

O ex-governador Zeca do PT, que hoje estará no Rio de Janeiro onde assistir do camarote do presidente da República, o primeiro dia de desfiles das escolas de samba do grupo Especial, está aproveitando sua estada com Lula, durante o feriado de Carnaval, não só para manifestar ao presidente sua disposição de enfrentar o governador André Puccinelli na disputa pelo Governo do Estado em 2010, como também esboça a chapa que pretende articular para viabilizar sua candidatura: o PT ficaria com uma das vagas em disputa para o Senado, com o senador Delcidio do Amaral buscando a reeleição. 

O PDT indicaria o deputado Dagoberto Nogueira para disputar a outra vaga, enquanto o PR, liderado pelo deputado Londres Machado, indicaria o candidato a vice. A chapa reeditaria (sem o PSB e o PPS), a aliança que garantiu a vitória de Zeca em 1998, quando derrotou em segundo turno o candidato do PSDB, Ricardo Bacha. Além disso, permitiria a unificação do PT com a reaproximação de Zeca e Delcidio.

Zeca e a ex-primeira-dama, Gilda dos Santos, embarcaram sexta-feira para Brasília onde passarão o feriado de Carnaval na residencia presidencial. De acordo o ex-governador foi o terceiro convite seguido do presidente que quer cumprimentá-lo pessoalmente na próxima terça-feira, quando o ex-governador  completa 59 anos. 

Zeca levou na bagagem um pacu recheado, um tambaqui e vitelo pantaneiro para saborear com o casal presidencial. Isso antes de abrir o embrulho com sabor mais amargo e indigesto. “Vou situar o presidente do momento político, falar das pesquisas do que o André está dizendo sobre mim e sobre o PT. O André vive um dilema: ou ele trai Lula e Dilma, ou trai PSDB e DEM. Acho que a tendência é essa, ele ir com o Serra”, resumiu o ex-governador. Zeca preparou um dossiê, em que juntou todas as matérias com declarações do governador. Ele terá tempo de sobra para conversar. O ex-governador só volta de viagem na quarta-feira. Adiamentos .

Com a ida a Brasília, foi cancelada a participação do ex-governador no Carnaval de Corumbá, consequentemente estão adiadas as reuniões que ele teria com dirigentes do PMN e com o senador Delcídio do Amaral. Sobre seu encontro com o senador, Zeca disse estar “absolutamente aberto”. Mas pelo visto não vai acontecer tão depressa: “Você sabe que quando um não quer, dois não se encontram”.

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
PMCG