08 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Política

Vereador defende manutenção da tarifa em R$ 2,70 sem castigar zona rural

13 fevereiro 2014 - 15h04
Arquivo
Cassems

O vereador Eduardo Romero (PTdoB) defende a redução na tarifa do transporte coletivo, mas questiona a retirada de recursos da área rural como fonte do subsídio. No início deste mês, encaminhou ofício à Prefeitura alertando sobre o prazo de envio do projeto do Executivo Municipal à Câmara Municipal para compensação da renúncia do ISS (Imposto Sobre Serviço), que expiraria no próximo dia 28. Esta semana, o parlamentar se posicionou contrário à alternativa apresentada pela prefeitura, que pretende utilizar fundos destinados à manutenção e recuperação de estradas vicinais.
 
Como alternativas à manutenção da tarifa em R$ 2,70, o parlamentar sugere a retirada de recursos de outras secretarias, a fim de compor o montante necessário à compensação da receita renunciada do ISS, como por exemplo, a Secretaria Municipal de Governo (Segov); ou recursos da Seintrha, destinados a operações tapa-buraco.
 
A compensação da renúncia da receita não é a melhor solução, na avaliação do vereador. “Existem outras opções de fonte que não castigam a zona rural", argumenta.

A exemplo do que ocorreu na compensação da renúncia da receita do ISS nos meses de novembro e dezembro do ano passado, o vereador sugere que o subsídio para manter a tarifa de transporte coletivo em R$2,70 seja retirado de outra secretaria ou da operação tapa buracos, por exemplo.

Banner Whatsapp Desktop
Cassems
Banner TCE