04 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Biden

Ordens executivas de Biden criam rota de colisão com partido republicano

Ao mesmo tempo, embora seus primeiros esforços políticos tenham sido amplamente aplaudidos pelos democratas, alguns progressistas pedem para que o presidente dos EUA vá mais longe

23 janeiro 2021 - 13h00
Presidente dos EUA, Joe Biden
Presidente dos EUA, Joe Biden - ( Foto: Estadão )

Alguns parlamentares do Partido Republicano dizem que as iniciativas do presidente Joe Biden - de alívio para famílias de baixa renda e trabalhadores desempregados - prejudicam a pressão do democrata por um acordo bipartidário e unidade nacional, um tema importante de seu discurso de posse.

Ao mesmo tempo, embora seus primeiros esforços políticos tenham sido amplamente aplaudidos pelos democratas, alguns progressistas pedem para que o presidente dos EUA vá mais longe, refletindo o desafio de Biden de equilibrar as pressões de ambos os partidos.

"Não podemos - não vamos - deixar as pessoas passarem fome", disse o presidente ao assinar os decretos. Ele citou o que chamou de uma crise de saúde pública que atinge famílias americanas e disse que o número de mortos por coronavírus pode chegar a mais de 600 mil.

"Devemos usar todas as ferramentas em nossa caixa, incluindo ordens executivas feitas sob medida para desfazer rapidamente algumas das políticas mais flagrantes implementadas pelo governo anterior, para lidar com as múltiplas crises que enfrentamos", disse Chuck Schumer, senador democrata, na quarta-feira, em apoio à iniciativa de Biden.

O líder da minoria no Senado, Mitch McConnell, do partido republicano, estava entre aqueles que acusaram Biden de contradizer sua retórica sobre o bipartidarismo ao atender a uma agenda progressista com essas ações. "Há muito tempo para o presidente Biden lembrar que ele não deve sua eleição à extrema esquerda", disse ele em discurso na quinta-feira.

Outros republicanos concordaram com McConnell. "O presidente Biden está falando como um centrista ... mas ele está governando como alguém da extrema esquerda", disse o senador Marco Rubio, um potencial candidato à presidência em 2024. "Ele emitiu mais ordens executivas do que qualquer pessoa em um período tão curto de tempo - mais do que Obama, mais do que Trump."

Biden, que serviu por quase quatro décadas no Senado, tem contado com sua experiência e relacionamento com os republicanos, incluindo McConnell, para mover uma agenda que ele diz que beneficiará todos os americanos.

Vários legisladores do Partido Republicano dizem que seu pacote de ajuda voltada aos efeitos da covid-19 sobre a economia dos EUA, de US$ 1,9 trilhão, é muito caro e contém disposições que não estão diretamente relacionadas à pandemia, como um pedido de aumento do salário mínimo por hora para US$ 15.

"Suspeito que todo o pacote não tem início, mas tem muitos itens iniciais", disse o senador republicano Roy Blunt na quinta-feira. "Estamos prontos para ver o que é necessário para avançar, da forma mais eficaz e rápida possível, na distribuição de vacinas" e outras questões, disse ele.

Imigração

A proposta de reforma da imigração de Biden encontrou oposição imediata do Partido Republicano, em parte porque inclui um caminho para a cidadania de milhões de residentes ainda sem documentação. A questão confundiu os três últimos presidentes, e a medida de Biden tem poucas chances de aprovação em um Congresso dividido.

Alguns democratas querem que Biden use a nova vantagem do partido para empurrar o pacote de ajuda da covid-19 por meio de uma manobra orçamentária chamada reconciliação, que permite que a legislação vinculada ao orçamento seja aprovada pelo Senado com maioria simples, em vez do limite superior de 60 votos necessários para avançar a maioria dos projetos de lei. A Casa Branca sinalizou na quarta-feira que está aberta a tal movimento.

"Sua clara preferência é avançar com um projeto bipartidário", disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Jen Psaki. "Não há dúvidas sobre isso. Mas também não vamos tirar as ferramentas da mesa para como a Câmara e o Senado podem fazer isso", disse. No dia seguinte, ela enfatizou a preferência por um acordo bipartidário e disse que muitas das ações de Biden têm amplo apelo.

"O seguro-desemprego é uma questão que apenas os democratas querem no país? Só os democratas querem que seus filhos voltem às escolas? Só os democratas querem que as vacinas sejam distribuídas em todo o país? Sentimos que esse pacote - ele acha que esse pacote é projetado para apoio bipartidário ", disse Psaki sobre a proposta de alívio do coronavírus de Biden.

À esquerda, grupos externos levantaram preocupações sobre algumas das escolhas de Biden para cargos importantes, apontando para os nomeados ligados a Wall Street e à indústria.

"Nada do que ele fez até agora foi uma surpresa", disse Mo Elleithee, diretor executivo do Instituto de Política e Serviço Público da Universidade de Georgetown e ex-alto funcionário do Comitê Nacional Democrata, acrescentando que a emergência do Covid-19 é ideal para o bipartidarismo. "Eu ouço muitos membros por aí que algumas semanas atrás se recusaram até mesmo a reconhecer sua eleição, agora o atacando por não ser unificador", disse.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE