26 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
IPVA 2021
SAÚDE

Edil Albuquerque cobrou explicação da Prefeitura sobre o desaparecimento de 3.160 doses de vacina

Há ainda a suspeita da falta de 32.381 doses de vacina contra a gripe H1N1, que deverá ser apurada pela CPI

1 junho 2016 - 09h45Da redação com informações da Câmara
O parlamentar cobrou explicações da Prefeitura mediante a afirmação do Butantan, entidade que é credenciada pelo Ministério da Saúde
O parlamentar cobrou explicações da Prefeitura mediante a afirmação do Butantan, entidade que é credenciada pelo Ministério da Saúde - Divulgação

Na sessão ordinária desta terça-feira (31), realizada na Câmara Municipal de Campo Grande, o vereador Edil Albuquerque usou a palavra livre para cobrar do Executivo Municipal uma resolução imediata para o desaparecimento de 3.160 doses de vacina contra a gripe H1N1, dado este concedido pela própria Prefeitura de Campo Grande, tendo em vista ainda a suspeita da falta de 32.381 doses de vacina contra a gripe H1N1, que deverá ser apurada pela CPI aprovada na presente sessão de autoria do vereador Marcos Alex.
 
O parlamentar cobrou explicações da Prefeitura mediante a afirmação do Butantan, entidade que é credenciada pelo Ministério da Saúde e faz todo o processo de produção de vacinas contra o vírus causador da gripe H1N1, que afastou totalmente a hipótese levantada pela Sesau, de que teria recebido doses a menos por frasco. “A Prefeitura justificou a falta de medicação e já foi claramente desmentida pelo Buntantan, precisamos neste momento detectar as falhas e corrigi-las para que a população não seja mais prejudicada, principalmente em um momento de alerta contra a Gripe H1N1.” alarmou Edil.
 
Conforme dados apurados pela assessoria outra denúncia levantada pelo parlamentar foi a respeito da falta de reagentes utilizados para realização de exames bioquímicos, que implicaram na perda de 12 mil exames coletados pelo sistema público, prejudicando as pessoas que já haviam realizado exames e estavam na espera dos seus resultados, e ressaltou também a falta de alguns medicamentos nas farmácias dos postos de saúde, inclusive de uso contínuo, “Precisamos do envolvimento do Conselho Municipal da Saúde para verificar as falhas apontadas na área da saúde que configura como um setor essencial para a sociedade e por intermédio do conselho acionar a justiça para resolver esta situação com extrema urgência, a população não pode esperar e ser sacrificada com a má gestão que estamos vivenciando”, completou Edil.
 
Edil junto com os demais colegas vereadores aprovaram na sessão o requerimento de autoria do vereador Marcos Alex que cria a Comissão Parlamentar de Inquérito para apurar o desaparecimento de mais de 30 mil doses de vacina contra a Gripe H1N1, “Eu espero que essa CPI aponte resultados positivos para a nossa cidade e penalize os responsáveis”, finalizou Edil.
 

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
TJ MS