24 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Política

Bancada do PT/MS viabiliza R$ 72,8 mi para mobilidade urbana na Capital

14 março 2014 - 08h12
A presidente Dilma Rousseff anunciou ontem, no Palácio do Planalto, investimentos de R$ 3,8 bilhões para obras em sete estados dentro da segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade Urbana (PAC 2 Mobilidade), na modalidade para cidades com população acima de 700 mil habitantes. Em Mato Grosso do Sul, Campo Grande vai receber R$ 72,8 milhões.
 
"Com certeza o anúncio desse investimento é uma grande vitória para Campo Grande, uma vitória que foi possível graças ao empenho e mobilização da bancada do PT que representa Mato Grosso do Sul em Brasília - eu, o [deputado federal] Biffi e o [senador] Delcídio", destacou o deputado federal Vander Loubet.
 
"Estamos lutando por esses recursos desde o ano passado, quando a Prefeitura apresentou os projetos ao Ministério das Cidades. De lá pra cá, foram várias reuniões com o ministro Agnaldo Ribeiro [Cidades] e as ministras Miriam Belchior [Planejamento] e Ideli Salvatti [Coordenação Política], a quem mostramos a importância desses investimentos para a melhoria da qualidade de vida da Cidade Morena", completou do Amaral.
 
Segundo Dilma, era fundamental o governo federal participar ativamente dessas obras. "Começamos a parceria e estabelecemos um critério para que a gente pudesse fazer a seleção: as obras deviam resultar na ampliação de uma rede de transporte coletivo de alta capacidade. Portanto, são obras que propiciam segurança com rapidez e que buscam a integração dos diferentes modais para que a gente pudesse obter tarifa justa."
 
Campo Grande teve oito projetos contemplados. Sete deles são para investimentos na criação de corredores de transporte coletivo e o outro prevê a implantação de um VLT (Veículos Leves sobre Trilhos).
 
De acordo com o senador, a luta agora é para atender outros municípios do Estado. "Vamos continuar a luta para que o maior número possível de cidades sul-mato-grossenses que apresentaram propostas ao Ministério das Cidades sejam contempladas com recursos do PAC da Mobilidade Urbana. A ministra Miriam Belchior me disse que o governo está finalizando os estudos para anunciar em breve a lista dos municípios com até 50 mil habitantes que também vão ser contemplados com o programa", revelou.
 
Já Loubet destacou que esses R$ 72,8 milhões são apenas uma parte do total de recursos disponíveis. "Ao todo, conseguimos habilitar R$ 316,6 milhões para empreendimentos de mobilidade urbana em Capo Grande dentro do PAC 2. Por isso vamos seguir acompanhando os projetos da Capital para que todo esse recurso possa ser liberado e aplicado", concluiu.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE
TJ MS