18 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maracaju covid
POLÍTICA

Aras se diz contra inquérito sobre interferência de Wassef em Viracopos

O procurador-geral da República apontou que não foram apresentados indícios suficientes de prática ilícita

15 setembro 2020 - 20h26
O procurador-geral da República Augusto Aras
O procurador-geral da República Augusto Aras - (Foto: Dida Sampaio/Estadão)
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

O procurador-geral da República Augusto Aras opinou contra a abertura de inquérito para apurar suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro junto ao antigo advogado da família, Frederick Wassef, em acordo envolvendo a concessionária Aeroportos Brasil Viracopos. O PGR apontou que não foram apresentados indícios suficientes de prática ilícita.

A ação foi movida pelo advogado Carlos Eduardo Silva Duarte após o portal O Antagonista divulgar, em junho passado, que Wassef havia sido contratado pela concessionária do aeroporto de Viracopos para atuar na 'prestação de consultorias jurídicas e estratégicas'.

À época, a concessionária havia fechado acordo de relicitação do terminal em Campinas (SP) e Wassef teria se reunido com Bolsonaro horas antes do presidente se encontrar com representantes da Aeroportos Brasil Viracopos.

A alegação do advogado Carlos Eduardo Silva Duarte era de que a Wassef 'teria apenas servido como preposto do presidente na defesa dos interesses privados da concessionária'.

Aras, no entanto, apontou que não foram apresentados elementos suficientes para embasar a abertura de um inquérito.

"Na eventualidade de surgirem indícios suficientes de uma possível prática ilícita pelos ora representados, será providenciada a instauração de inquérito perante esse Supremo Tribunal Federal, com adoção, a partir de então, das medidas cabíveis", afirmou.

O caso está sob relatoria do ministro Ricardo Lewandowski.

COM A PALAVRA, A ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO

Até a publicação desta matéria, a reportagem havia entrado em contato com a AGU e ainda aguardava resposta. O espaço permanece aberto a manifestações.

Banner Whatsapp Desktop

Deixe seu Comentário

Veja Também

Mais Lidas

GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Considerando a pandemia do novo coronavírus, você acha que o TSE deveria ter editado resolução e tornado o voto não obrigatório este ano?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
TJ MS
pmcg ms