22 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
GERAL

Projetos aprovados no FCO somam R$ 2 bi e revelam confiança do empreendedor com a economia de MS

A avaliação foi feita hoje pelo secretário Jaime Verruck, da Semagro, após a 10ª reunião ordinária do CEIF/FCO

1 outubro 2020 - 17h33
Um total de R$ 1.184 bilhão em financiamentos de novos empreendimentos pelo FCO já foram contratados
Um total de R$ 1.184 bilhão em financiamentos de novos empreendimentos pelo FCO já foram contratados - (Foto: Reprodução/Governo do MS)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

Os R$ 2 bilhões em novos empreendimentos já aprovados pelo FCO (Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste) em Mato Grosso do Sul de janeiro a setembro de 2020, demonstram como está acontecendo a retomada da economia e o ânimo por investimentos no Estado.

A avaliação foi feita nesta quinta-feira (1º) pelo secretário Jaime Verruck, da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) após a 10ª reunião ordinária do CEIF/FCO (Conselho Estadual de Investimentos Financiáveis pelo FCO).

De acordo com relatório do Banco do Brasil apresentado na reunião do CEIF/FCO, até 24 de setembro de 2020 um total de R$ 1.184 bilhão em financiamentos de novos empreendimentos pelo FCO (sendo R$ 864,71 milhões no Rural e R$ 319,4 milhões no Empresarial) já foram efetivamente contratados junto ao banco. Outros R$ 843,8 milhões estão em andamento na instituição financeira e devem ser efetivados até 30 de dezembro deste ano.

“Nós tivemos aí um crescimento substancial das demandas por investimento, tanto na área rural, como na área empresarial a partir do mês de agosto e essa demanda continua crescente. Os números demonstram isso, claramente. Esse ânimo demonstra que existe uma expectativa dos empresários na retomada da economia”, comenta o secretário Jaime Verruck.

Secretário Jaime Verruck diz que os números mostram a retomada da economia do Estado

Somente entre os meses de agosto e setembro houve um incremento de mais 260 propostas no FCO Empresarial e mais 213 no FCO Rural. Das 1.230 propostas no Empresarial, 658 são de micro e pequenas empresas (77%). Enquanto no Rural, das 1.442 propostas, 960 são de mini e pequenos empreendimentos (61%). “Esse volume de propostas feitas ao FCO por micro e pequenas empresas é fundamental. Ele mostra que os setores de comércio e serviços, que foram os mais afetados pela pandemia, têm apresentado uma retomada consistente e gradual dos investimentos em Mato Grosso do Sul”, afirma o titular da Semagro.

Na reunião desta quinta-feira, foram aprovadas 72 cartas consulta, num total de R$ 65.347.509,48. No FCO Empresarial foram R$ 26.021.978,08 em 24 cartas consulta e FCO Rural, foram R$ 39.325.531,40 em 48 cartas. Na linha do FCO Emergencial, já foram contratados R$ 27,4 milhões e encontra-se internalizada no Banco do Brasil uma demanda no total R$ 8 milhões.

“Nós já estamos aí a três meses do final do ano e, como já era previsto, vamos aplicar 100% do recurso do FCO para 2020 e já deveremos iniciar o próximo ano com uma série de contratações para serem efetivadas no exercício de 2021. A dinâmica tem sido rápida por parte do Banco do Brasil e também vemos um compromisso claro do BRDE e Sicredi na aplicação de 100% dos recursos que foram ampliados neste ano para as cooperativas de crédito”, acrescentou o secretário.

Prorrogação das parcelas do FCO Empresarial

Também na reunião desta quinta-feira do CEIF/FCO, foi informado pelo Banco do Brasil que empresários de Mato Grosso do Sul que têm contratos do FCO da linha Empresarial poderão prorrogar o pagamento das parcelas referentes aos meses de outubro, novembro e dezembro de 2020 para o mês de janeiro de 2021. A medida atende a cerca de 6 mil contratos no Estado.

“O Banco Central já havia autorizado a prorrogação do pagamento desses contratos para até o mês de dezembro e permitiu a cada instituição financeira fazer o seu regramento. O Banco do Brasil prorrogou inicialmente por dois meses, estendeu por mais dois e, agora, após as solicitações do CEIF, decidiu por prorrogar também as parcelas de outubro, novembro e dezembro”, finalizou o secretário Jaime Verruck.

Banner Whatsapp Desktop
AL MS
TCE - Devolução Auxílio Emergencial