08 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
FUNERAL DE ALI

Presidente turco se sente ofendido e deixa funeral de Muhammad Ali

Erdogan não conseguiu fazer parte da lista de oradores da cerimônia

10 junho 2016 - 11h35Da redação com informações do G1
Ele se sentiu ofendido pois não pode colocar sobre o caixão de Ali a Kiwsa, uma peça de tecido com versos do Corão
Ele se sentiu ofendido pois não pode colocar sobre o caixão de Ali a Kiwsa, uma peça de tecido com versos do Corão - Divulgação
Cassems

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, que devia assistir aos funerais de Muhammad Ali nos Estados Unidos, decidiu encurtar sua estada em Louisville, no estado do Kentucky, ao se sentir ofendido pela recepção dos organizadores, informou a imprensa turca.

Erdogan não conseguiu fazer parte da lista de oradores da cerimônia que acontece nesta sexta-feira (10).

O presidente turco, acompanhado de seu genro, Berat Albayrak, que é ministro da Energia, compareceu na véspera ao velório e depois decidiu encurtar repentinamente sua visita, que deveria durar até a noite desta sexta.

Segundo o jornal "Hurriyet Daily News", que cita fontes do gabinete do presidente, Erdogan sentiu-se particularmente ofendido por não ter podido colocar sobre o caixão do boxeador a Kiwsa, uma peça de tecido adornada com versos do Corão, que também recobre a Kaaba, a construção cúbica situada no centro da Grande Mesquita de Meca.

Muhammad Ali é venerado em todo o mundo islâmico por ter se convertido ao Islã em 1964 e por ter defendido os valores pacíficos e universais desta religião ao longo de sua vida. Ele morreu na última sexta (3) aos 74 anos.

Cerimônia
Uma procissão começou às 9h locais (10h de Brasília) em  Louisville, sua cidade natal, e terá 30 km de percurso, sendo acompanhada por milhares de pessoas anônimas. Elas verão a passagem de um carro fúnebre com o corpo de Ali.

A comitiva fúnebre se dirigirá posteriormente ao cemitério Cave Hill.

Seu enterro, na presença dos filhos de Ali, será feita em absoluta intimidade. O ator Will Smith e o ex-campeão mundial de boxe Lennox Lewis carregarão o caixão junto a outras seis pessoas.

Will Smith encarnou Muhammad Ali no filme de Michael Mann "Ali" (2001), um papel que lhe valeu uma indicação ao Oscar de melhor ator.

Um "mecenas generoso", cujo nome não foi revelado, prometeu cobrir de pétalas de rosas vermelhas o caminho final até o túmulo.


Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE