19 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Governo

Murilo diz que ferrovia ligando MS ao Paraná é projeto consolidado

6 janeiro 2010 - 17h50
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  “A melhoria da logística no Brasil é importante para a conquista de mercados e para baratear o preço do frete. A extensão da Ferroeste de Cascavel a Dourados e Maracaju, ligando Mato Grosso do Sul ao Porto de Paranaguá, já é um projeto consolidado. Agora, temos esta outra grande notícia, que é de extensão da ferrovia Norte-Sul a Santa Catarina e ao Rio do Grande do Sul. São projetos que somam, no contexto da Ferrosul, em favor do produtor e da economia nacional”, afirmou Murilo.  

  No final da tarde de ontem (5), o Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, comunicou ao presidente da estatal paranaense Ferroeste, Samuel Gomes, que está concluído e em fase de aprovação um ensaio de diretriz de traçado para estender a ferrovia Norte-Sul do Estado de São Paulo ao porto de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, como reivindicado pelos governadores do Codesul, em Campo Grande, no dia 18 de novembro de 2009 (foto), e também por lideranças políticas da região junto ao Ministério dos Transportes. Na ocasião, foram entregues ao Ministro os documentos das assembleias legislativas e do Codesul no sentido de criar uma empresa ferroviária pública na região, a Ferrosul.

   A decisão de criar a Ferrosul foi tomada pelos governadores do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul. A empresa a ser gerida pelos quatro estados abrangidos pelo Codesul está sendo criada para planejar, construir e operar ferrovias e sistemas logísticos. A Ferrosul terá como base física a linha existente da Ferroeste, estatal paranaense, e os novos trechos que a mesma construirá ligando o Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. “É um crime que o Brasil tenha abandonado o sistema ferroviário. A sua retomada, integrando a malha nos quatro estados da região Sul, que formam a grande zona produtora de grãos e de carne frigorificada, vai representar grande salto de desenvolvimento para todo o País, comentou hoje (6) o governador Luiz Henrique da Silveira, de Santa Catarina”.

   Do ponto de vista jurídico, a nova empresa será resultado da incorporação do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul como sócios do Paraná na Ferroeste, que mudará os seus estatutos, passando a denominar-se Ferrosul. Em seguida, acordo de acionistas assegurará a gestão compartilhada da Ferrosul pelos quatro estados. O governo do Paraná enviará projeto de lei à Assembleia para fazer a alteração da composição societária da Ferroeste, que hoje é 99% do Estado do Paraná. “A idéia é formarmos uma empresa pública, como o BRDE [Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul], que tem funcionado tão bem com a participação dos quatro Estados” afirmou o governador paranaense Roberto Requião.

    O ministro Alfredo Nascimento, durante a reunião em Brasília, determinou à sua assessoria técnica a inclusão dos projetos da Ferroeste, apoiados pelo Codesul, no sistema nacional de bitola larga. Em cumprimento à ordem ministerial, o corpo técnico do Ministério informou ontem (5) ao presidente da Ferroeste, que está em fase de aprovação pelo Ministro “ensaio” de diretriz de traçado que permita que a ferrovia Norte-Sul, hoje prevista para chegar até Panorama (SP) e daí a Porto Murtinho (MS), estenda-se ao porto do Rio Grande, no extremo sul do Rio Grande do Sul. Tão logo receba o ensaio de diretriz de traçado, o presidente da Ferroeste o encaminhará aos membros do Grupo de Trabalho instituído pela Resolução Codesul nº. 1.042.

   Segundo o presidente da Ferroeste, a extensão da ferrovia Norte-Sul ao Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul não deve ser vista como um projeto isolado, porque será complementar aos demais projetos ferroviários já em andamento na região, como a ligação do Mato Grosso do Sul e do Paraguai ao Porto de Paranaguá, a ferrovia da integração que conectará o porto de Itajaí e a ferrovia litorânea catarinense, bem como a recuperação de trechos que eram operados pela Rede Ferroviária Federal e que foram desativados após a privatização. A criação da Ferrosul visa impulsionar todo este conjunto de projetos ferroviários, articulá-los entre si e com os modais rodoviário, hidroviário, aeroportuário, bem como aos portos da região.

 

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
ALMS