25 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Mundo

Morre japonês que sobreviveu as duas bombas atômicas

6 janeiro 2010 - 18h30
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  Yamaguchi estava em Hiroshima em uma viagem de negócios por sua empresa de construção de barcos em 6 de agosto de 1945, quando um avião americano derrubou uma bomba atômica na cidade. Ele sofreu graves queimaduras na parte superior do corpo e passou a noite na cidade.

  Ele então retornou a sua cidade natal de Nagasaki, a cerca de 300 km ao sudoeste, que sofreu o segundo ataque atômico americano três dias depois. Em 15 de agosto de 1945, o Japão se rendeu.

  O prefeito de Nagasaki afirmou que "um precioso contador de histórias foi perdido", em mensagem postada no site da prefeitura da cidade nesta quarta-feira.

  Yamaguchi morreu na segunda-feira (4) de manhã de câncer de estômago, mas sua morte foi noticiada apenas nesta quarta-feira pelos jornais japoneses. Os jornais não dizem se o câncer de Yamaguchi tem relação com a dupla exposição à radiação.

  Ele foi a única pessoa que, segundo o governo, estava nas duas cidades no momento do ataque --embora outros sobreviventes tenham sido identificados.

  "Minha exposição dupla à radiação está agora em um registro oficial do governo. Eu posso contar à geração mais nova a história horrenda das bombas atômicas mesmo depois de morrer", disse Yamaguchi ao jornal "Mainichi", no ano passado.

  Nos últimos anos, Yamaguchi deu diversas palestras e entrevistas sobre suas experiências como um sobrevivente da bomba atômica e pediu reiteradamente que o arsenal atômico seja abolido.

  Ele apareceu inclusive em um documentário sobre o tema, além de falar diante da ONU (Organização das Nações Unidas) em 2006 e de escrever livros e músicas sobre a experiência.

  No mês passado, segundo o "Mainichi", ele foi visitado no hospital por James Cameron, diretor de "Titanic" e "Avatar", que estuda fazer um filme sobre os ataques americanos.

  O Japão é o único país que sofreu ataques a bomba atômica. Cerca de 140 mil pessoas foram mortas em Hiroshima e outras 70 mil em Nagasaki.

  Yamaguchi é um dos cerca de 260 mil sobreviventes dos ataques. Alguns deles desenvolveram diversas doenças devido à exposição à radiação, incluindo câncer e doenças hepáticas.

  A certificação de sobrevivente da bomba atômica garante compensação do governo no Japão, incluindo pensão mensal, atendimento médico gratuito e custos com o funeral.

 

 

 

 

 

Banner Whatsapp Desktop
AL MS
Annelies