28 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanha Bonito Seguro - Fase 2
ENCOMENDA

Moradores de Campo Grande e Corumbá recebem pelos Correios sementes misteriosas da China

De acordo com a pasta a entrada de sementes no Brasil só pode ser originária de fornecedores de países com os quais o ministério já tenha estabelecido os requisitos fitossanitários

23 setembro 2020 - 09h15Da Redação
As sementes de espécies não identificadas geralmente chegam junto com alguma encomenda feita pela internet, como se fosse um brinde
As sementes de espécies não identificadas geralmente chegam junto com alguma encomenda feita pela internet, como se fosse um brinde - (Foto: Divulgação)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

Moradores estão intrigados com a chegada pelos Correios de sementes misteriosas com pacotes de origem chinesa. Em Mato Grosso do Sul, dois destinatários de Campo Grande e Corumbá já receberam a suposta encomenda, mas o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento confirmou o recebimento também em Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Goiás.

As sementes de espécies não identificadas geralmente chegam junto com alguma encomenda feita pela internet, como se fosse um brinde. Em Jaraguá do Sul (SC) a Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural do Estado, confirmou que a pessoa usou a compra de um item de decoração em um site e recebeu o objeto e mais um pacote com duas sementes descritas como “joias”.

No Rio Grande do Sul, seis casos semelhantes já foram registrados, de acordo com o chefe da Divisão Sanitária Vegetal do estado, Ricardo Felicetti.

O Ministério da Agricultura informou que ainda não é possível apontar os riscos envolvidos e que o material foi enviado para análises técnicas ao Laboratório Federal de Defesa Agropecuária de Goiânia. Ainda não há prazo para divulgação dos resultados

De acordo com a pasta a entrada de sementes no Brasil só pode ser originária de fornecedores de países com os quais o ministério já tenha estabelecido os requisitos fitossanitários. o material deve ser certificado pelas autoridades fitossanitárias do país exportador. Além disso, a importação de vegetais sem autorização pode facilitar a entrada de pragas ou doenças que não existem ou estão erradicadas no país, além de causar prejuízos econômicos. O Ministério da Agricultura orienta os cidadãos a não usarem as sementes e levarem os pacotes a uma unidade do órgão no estado de origem.

Banner Whatsapp Desktop
AL MS
Annelies