25 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
CORONAVÍRUS

Ministério da Saúde anuncia entrega de máquina de testagem, respiradores e leitos para MS

O governador apresentou para o representante do ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello

3 agosto 2020 - 11h29
O secretário do Ministério da Saúde reforçou que o trabalho que tem sido desenvolvido pelo Governo de MS tem sido eficiente para contenção da doença.
O secretário do Ministério da Saúde reforçou que o trabalho que tem sido desenvolvido pelo Governo de MS tem sido eficiente para contenção da doença. - (Fotos: Chico Ribeiro)
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Mato Grosso do Sul contará com uma nova máquina de testagem automatizada para diagnóstico da covid-19. O anúncio foi feito durante uma reunião realizada na sede do Governo do Estado, nesta segunda-feira (03), com a presença do assessor especial do Ministério da Saúde, Airton Cascavel, do governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, além de outras lideranças políticas do Estado.

O governador apresentou para o representante do ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, o atual cenário da saúde e falou da ampliação de leitos nas macrorregiões do Estado. “Nós estamos estruturados por regiões e, com as medidas que estão sendo tomadas para o combate à pandemia, criando uma teia regional muito interessante. Vamos deixar um legado para o SUS, a consolidação em todas as áreas, entre elas, um olhar especial para a saúde indígena”.

"Mato Grosso do Sul tem feito a tarefa", afirmou Cascavel em relação ao avanço da doença no Estado

Durante o encontro, Cascavel anunciou, além do equipamento, outras ações para Estado. “Vamos consolidar essa integração de trabalho de combate ao coronavírus. Além dos respiradores enviados a Mato Grosso do Sul, nós aumentaremos a capacidade de testagem por meio de uma máquina extratora que permitirá que os testes RT PCR sejam feitos aqui e, assim, não sejam mandados para o Rio de Janeiro e São Paulo. Com isso, Mato Grosso do Sul terá uma capacidade, nos próximos 30 dias, de aumentar em 100 mil o número de testagens”.

Cascavel anunciou a habilitação de 70 novos leitos de UTI para Campo Grande nos próximos 15 dias, assim como a entrega de mais 40 novos respiradores ainda esta semana. Em Corumbá, segundo Cascavel, estarão chegando 20 respiradores.

O secretário do Ministério da Saúde reforçou que o trabalho que tem sido desenvolvido pelo Governo de MS tem sido eficiente para contenção da doença. “Mato Grosso do Sul tem feito a tarefa, o seu planejamento, executado aqui dentro, e realizado o que nós temos dito para o pais, na solução no tratamento precoce”.

Para o secretário de Gestão Estratégica, Eduardo Côrrea Riedel, esse apoio do Governo Federal é fundamental diante do avanço de casos no Estado. “Nós temos conseguido equipamentos, insumos e, agora, a máquina de processamento de testes. Este encontro oportunizou reforçar a atuação do Mato Grosso do Sul, na estruturação das demandas de saúde, ainda mais diante deste momento no qual nosso estado avança fortemente em relação à pandemia, sendo assim uma das nossas principais ações é trabalhar para termos estrutura de saúde preparada”.

Para o senador Nelson Trad Filho a união dos poderes é fundamental. “A situação é de preocupação em função desse inimigo oculto. Aqui, em Mato Grosso do Sul estamos trabalhando com planejamento, com ações concretas e, principalmente, com parceria. Não se vence uma guerra dessa, sem união”.

O secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, salientou ainda que demandas encaminhadas ao Ministério da Saúde estão fluindo normalmente. “Recebemos 20 ventiladores pulmonares no sábado, para que consigamos avançar na instalação de novos leitos de UTI. Vamos receber uma máquina de testagem nova, toda automatizada, garantindo a autossuficiência e, consequentemente, maior facilidade e agilidade na entrega de exames”.

Saúde Indígena

O secretário do Ministério da Saúde, Artur Cascavel, durante a reunião falou que, nesta semana, uma força tarefa será realizada no Estado, nesta semana, especificamente voltada para a saúde dos indígenas, em especial, diante do aumento no número de casos.

“É uma preocupação do Governo do Estado, em todas as nossas etnias indígenas. Precisamos da união dos esforços do Governo do Estado e do Governo Federal, dos municípios impactados, para um combate efetivo da doença nas comunidades indígenas”, salientou Riedel.

Participou ainda do encontro, a coordenadora geral do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde em MS, Silvia Raquel Bambokian.


 

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms