29 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Campanha Bonito Seguro - Fase 2
Previdência

Lauro Davi lidera chapa única para administrar CASSEMS mais 3 anos

Lauro Davi será candidato à reeleição e terá como seu candidato à vice-presidente, Dr.Ricardo Ayache
Lauro Davi será candidato à reeleição e terá como seu candidato à vice-presidente, Dr.Ricardo Ayache
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  A eleição será realizada em todas as unidades CASSEMS do Estado e terão direto ao voto os servidores públicos estaduais titulares que estiverem quites com suas obrigações financeiras e cadastrados na Caixa até pelo menos 30 dias antes do pleito.

   Lauro Davi será candidato à reeleição e terá como seu candidato à 1ª vice-presidente o diretor de assistência à saúde e unidades hospitalares da CASSEMS, Ricardo Ayache. Na 2ª vice-presidência o professor Ademir Cerri. Foi promovida uma mudança estatutária para criação das duas vice-presidências que passarão a integrar o organograma administrativo da Caixa. Junto com os três diretores vão ser eleitos os oito integrantes do Conselho de Administração e os 8 integrantes do Conselho Fiscal, com representação de todos os segmentos dos 50 mil servidores associados ao plano de saúde. 

  Vencido o desafio inicial que foi o de implantar um plano de saúde de autogestão para suceder o Previsul que foi extinto com a reforma da previdência estadual , a Cassems hoje, segundo Lauro Sérgio, é uma referência nacional em assistência médico-hospitalar e odontológica no serviço público, garantindo atendimento de 150 mil pessoas, universo que abrange além dos funcionários, seus dependentes.

  Entre profissionais de saúde ,laboratórios, hospitais, são 1.500 credenciados, além de hospitais próprios em Dourados, Aquidauana, Ponta Porã, Paranaíba e brevemente em Naviraí. Em 2010 vai ser lançado o projeto do hospital do servidor em Campo Grande nas antigas instalações da Chacha Veículos, na Avenida Mato Grosso, ao lado do Pavilhão de Exposições Albano Franco. 

 O hospital projetado para 200 leitos, numa fase inicial terá 70, contará com um hotel de trânsito em anexo para oferecer uma alternativa de hospedagem na Capital enquanto perdurar o tratamento médico de servidores e familiares que vierem do interior. “Vai ser um hospital de média e alta complexidade”, explica Ayache, com um centro de diagnóstico avançado, hemodinâmica, oncologia, maternidade.

Banner Whatsapp Desktop
MS Digital
PMCG