24 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
TECNOLOGIA

Instituto do Senai passa a fazer parte de plataforma de tecnologia francesa

O diretor-regional do Senai explica que o Clube IAR do Brasil é uma plataforma de facilitação do diálogo entre quem precisa e quem oferece soluções em inovação, especificamente na área de bioeconomia

1 junho 2017 - 11h20Da redação
Com investimentos de R$ 26,4 milhões, o ISI Biomassa permitirá a atualização e a qualificação dos pesquisadores para gerar conhecimento e desenvolver tecnologias inovadoras que atendam às necessidades atuais e futuras da indústria
Com investimentos de R$ 26,4 milhões, o ISI Biomassa permitirá a atualização e a qualificação dos pesquisadores para gerar conhecimento e desenvolver tecnologias inovadoras que atendam às necessidades atuais e futuras da indústria - Divulgação

O ISI Biomassa (Instituto Senai de Inovação em Biomassa) firmou acordo de colaboração com a Pole IAR (Industries & Agro-Ressources), associação francesa sem fins lucrativos responsável pela implementação de um mecanismo denominado “Clube IAR do Brasil”, que reúne indústrias, universidades e centros de pesquisas brasileiros e franceses com foco em projetos de inovação na área de bioeconomia.

O diretor-regional do Senai, Jesner Escandolhero, explica que o Clube IAR do Brasil é uma plataforma de facilitação do diálogo entre quem precisa e quem oferece soluções em inovação, especificamente na área de bioeconomia. “Somos a primeira instituição do Estado e uma das poucas do Brasil a integrar esse seleto grupo. Acreditamos que o acordo irá facilitar o diálogo e a prospecção de parcerias bilaterais de cooperação sobre o tema da bioeconomia”, disse.

Para Jesner Escandolhero, o ingresso no clube é um marco para o Senai em nível nacional. “O ISI Biomassa, como centro de referência nessa área, vai propor seus serviços às indústrias que pertencem à associação e tentar promover parceria com outras entidades que também são membros. Inicia-se uma nova etapa, um diálogo com indústrias e centros internacionais, coisa que já vinha sendo realidade para o Instituto, mas agora será fortalecido, dentro do propósito de não ser apenas uma referência nacional, mas internacional, dentro da sua linha de atuação”, explicou.

Segundo o diretor-técnico do Senai, Gilberto Evídio Shaedler, o acesso à plataforma possibilitará a identificação de possíveis tendências de inovação e o desenvolvimento de novos produtos. “Invariavelmente, haverá um intercâmbio entre pesquisadores dos dois países. Será possível a elaboração conjunta e o monitoramento de estratégias voltadas para o setor de química, química vegetal e biotecnologia industrial”, pontuou.

Para a diretora do ISI Biomassa, Carolina Andrade, o Clube IAR do Brasil abre perspectivas de atuação internacional para o Instituto. “Teremos acesso à transferência de tecnologias e contato direto com instituições brasileiras e francesas desenvolvedoras de energias renováveis. Além disso, o acordo garante a divulgação dos serviços prestados e das ações do ISI Biomassa a todos os membros do clube, criando um ambiente propício para a geração de negócios”, detalhou.

O Instituto

O ISI Biomassa já concluiu uma série de projetos e tem vários outros em andamento. A estrutura própria do Instituto será inaugurada em agosto, em Três Lagoas (MS), e será um espaço de referência e atenderá demandas vindas do País inteiro no tocante à energia, com diversos convênios já firmados.

Com investimentos de R$ 26,4 milhões, o ISI Biomassa permitirá a atualização e a qualificação dos pesquisadores para gerar conhecimento e desenvolver tecnologias inovadoras que atendam às necessidades atuais e futuras da indústria.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
TJ MS
pmcg ms