27 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
MUNICÍPIOS

Governo investe R$ 9,5 milhões em Miranda: amplia rede de esgotamento e recupera escola abandonada há 23 anos

22 maio 2017 - 06h30
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Campo Grande (MS) – Em dois anos, o Governo do Estado executa importantes obras em infraestrutura e saneamento básico em Miranda, totalizando R$ 9,5 milhões em investimentos. Em fase final de conclusão e já em testes, a implantação da rede de esgotamento sanitário atenderá 50% da população. Em recente visita à região, o governador Reinaldo Azambuja anunciou a entrega de uma patrulha mecanizada, que atenderá as comunidades indígenas da tribo Terena.

O pacote de investimentos na cidade pantaneira – a mais antiga de Mato Grosso do Sul, fundada em julho de 1.778 – contempla também a área da educação. O Estado construiu uma escola de arquitetura indígena, inaugurada no ano passado, com seis salas de aula e quadra de esportes com arquibancada, no valor de R$ 1,842 milhão, e reformou a Escola Atanásio Alves, com 173 alunos, localizada na Aldeia Lalima. O município tem a segunda maior população indígena do Estado, com 6.475 terenas.

Nova escola

Ainda no setor educacional, os investimentos incluem a restauração da histórica Escola Caetano Pinto, construída em 1.922, cuja estrutura física, elétrica e hidráulica estava comprometida por falta de manutenção. A última reforma ocorreu em 1.993, na gestão do ex-governador Pedro Pedrossian. Ao inaugurar a escola indígena, em 2016, o governador Reinaldo Azambuja garantiu a restauração da antiga unidade, atendendo reivindicação da comunidade estudantil.

Situada na avenida Afonso Pena, 193 Centro, o prédio da Escola Caetano Pinto, construído em 1.941, está sendo completamente remodelado e terá sua fachada restaurada. A obra de R$ 1,033 milhão inclui a construção de uma biblioteca e sala de jogos e adaptação da quadra de esportes, com a implantação de arquibancada, reforma e pintura das salas de aula, com instalações para ar-condicionado, banheiros e cantina e troca do telhado e das redes elétrica e hidráulica.  

Esgoto e água

A reforma, segundo a diretora Edina Barbier da Silva, ex-aluna da unidade, mudou não apenas o aspecto funcional da escola, que se encontrava em condições precárias, mas melhorou a autoestima dos cerca de 780 alunos e dos professores. “A obra prometida pelo nosso governador é uma realidade, estamos ganhando uma nova escola, com acessibilidade, salas arejadas, novo reservatório de água”, diz ela. “Nossa reivindicação, agora, é uma grade no muro por questão de segurança.”

As obras de esgotamento estão sendo executadas com recursos (R$ 1,5 milhão) próprios da Empresa de Saneamento de MS (Sanesul), compreendendo duas estações elevatórias, 4.873 metros de rede coletora, 1.073 metros de coletor tronco e rede de 428 ligações domiciliares nos bairros Cohab, Carandá, Mondego e Novo Lar. A empresa também executa serviços de substituição de equipamentos na rede de água, cuja tubulação é antiga, e projeta sequência da rede de esgoto ao custo de R$ 8,8 milhões.

Infraestrutura

Na parte de infraestrutura, Miranda recebeu investimentos de R$ 2,8 milhões, incluindo restauração asfáltica de diversas ruas do perímetro urbano, recuperação de estradas vicinais da região do Conesul (incluindo Aquidauana e Dois Irmãos do Buriti) e reforma de duas pontes de madeira: na MS-488 (Córrego Fundo), que atende Lalima e Imbirussu, beneficiando o Assentamento Tupã-Baê; e na MS-499 (Córrego Limeira), no trecho Imbirussu-Imbauval (entroncamento com a MS-488).

Sílvio Andrade – Subsecretaria de Comunicação (Subcom)

Fotos: Chico Ribeiro

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
pmcg ms
TJ MS