20 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
CORONAVÍRUS

Governo aposta que 'Rastrear' vai diminuir taxa de contaminação do coronavírus em MS

A iniciativa do Governo do Estado é pioneira no Brasil

27 setembro 2020 - 11h53
Dados do Boletim da SES, deste domingo (27), mostram que nas últimas 24 horas 13 pessoas não resistiram a Covid-19
Dados do Boletim da SES, deste domingo (27), mostram que nas últimas 24 horas 13 pessoas não resistiram a Covid-19 - (Foto: Edemir Rodrigues)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

A Secretaria de Saúde aposta no programa “Rastrear” que está sendo implantado nos 79 municípios do MS, para diminuir a taxa de contaminação (que está em 1,06) com monitoramento dos contatos de cada paciente testado positivo para o Covid 19. A iniciativa do Governo do Estado é pioneira no Brasil.

Dados do Boletim da SES, deste domingo (27), mostram que nas últimas 24 horas 13 pessoas não resistiram a Covid-19, em Mato Grosso do Sul, sendo seis (6) pacientes em Campo Grande, dois (2) em Miranda, e um (1) nas cidades de Aquidauana, Chapadão do Sul, Corumbá, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. Média diária de 13/dia;
O número de novos casos diminuiu um pouco e está em + 558. As cidades mais afetadas continuam sendo Campo Grande com +144 casos; Três Lagoa + 31; Corumbá +25; Dourados +16 e Paranaíba +11. A taxa de contaminação é de 1,06.
A média de pacientes internados continua entre 450 e 550 pessoas. A capital registra 76% de ocupação, Corumbá 71%; Dourados 67%; Três Lagoas 68%. De acordo com a doutora Christiane Maymone, a ocupação dos leitos de UTI aumentou para 243.
No total, Mato Grosso do Sul registra 267.212 casos, sendo 195.001 descartados; 1,363 óbitos. De acordo com o último boletim, a capital tem um total de 29.974 mil casos registrados.

Veja boletim aqui.

 

Theresa Hilcar, Subcom
Foto: Edemir Rodrigues

Banner Whatsapp Desktop

Deixe seu Comentário

Veja Também

Mais Lidas

AL MS
PMCG