02 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Religião

Flores e roda de capoeira marcam lavagem da escadaria da Matriz em Corumbá

31 dezembro 2013 - 10h54
Lavagem é com água de cheiro e flores
Lavagem é com água de cheiro e flores - Anderson Gallo
A décima terceira edição da lavagem das escadarias da Igreja Matriz Nossa Senhora da Candelária, em Corumbá, pelos adeptos do Candomblé, ocorreu na noite de ontem (30), e com as portas da igreja fechadas pelo terceiro ano consecutivo. Isso gerou manifestação dos participantes que, com faixas, protestaram contra a intolerância religiosa.
 
“Estamos muito felizes de ver que muitas pessoas marcaram presença nessa cerimônia de purificação, de agradecimento. Isso significa, que independente de religião, todos se uniram e vieram compartilhar dos mesmos desejos e reforçar que a fé une a todos”, disse o babalorixá Zazelakum Clemílson Medina, um dos organizadores do evento.
 
A lavagem da escadaria contou ainda com uma participação especial: a roda de capoeira que atraiu olhares e reforçou os laços culturais africanos apresentados na noite.
 
"Essa lavagem, que tem origem africana, busca a união, para que os jovens percebam que não existe diferença entre os diversos nomes para Deus. Seja Olodum, Deus, Zambi, todos se referem ao criador, criador este que salva, guia e ama a todos nós, sem diferenças. Por mais que não concordem com essa simbologia da lavagem, o que nos importa é que a população está presente, veio contemplar a louvação a Deus e acredita na unificação dos povos", ressaltou o babalorixá Zazelakum.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE