07 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
ENTREVISTA

Em conversa com Janot, Reinaldo trata da liberação de R$ 78 milhões depositados pelo Estado

Reinaldo Azambuja deu detalhes sobre o encontro com o procurador-geral da República

9 junho 2016 - 08h45DA REDAÇÃO
Reinaldo explicou a cronologia do processo judicial que pede a liberação de R$ 78 milhões, que foram depositados no banco pela gestão passada do Governo do Estado
Reinaldo explicou a cronologia do processo judicial que pede a liberação de R$ 78 milhões, que foram depositados no banco pela gestão passada do Governo do Estado - Divulgação
Cassems

Em entrevista à imprensa nesta quarta-feira (8), o governador Reinaldo Azambuja deu detalhes sobre o encontro com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, realizado no início da semana em Brasília (DF). De acordo com o chefe do Executivo Sul-Mato-Grossense, os dois trataram sobre a liberação de recursos que ficaram bloqueados no extinto Banco Rural, quando a instituição declarou falência em 2013.

Reinaldo explicou a cronologia do processo judicial que pede a liberação de R$ 78 milhões, que foram depositados no banco pela gestão passada do Governo do Estado. “Tivemos uma decisão favorável no Tribunal Regional Federal de Brasília, por unanimidade dos desembargadores. O Banco Central recorreu ao STJ [Superior Tribunal de Justiça], perdeu também, e agora recorreu ao Supremo [Tribunal Federal]. Estamos na última instância e o procurador-geral da República dá o parecer sobre isso”, contou o governador.

Ainda de acordo com ele, a reunião foi oportunidade de dizer a Janot que o montante bloqueado após falência do banco é “bem público, inalienável, inafiançável e patrimônio de Estado, da população de Mato Grosso do Sul”. “Espero que esses recursos possam ser liberados para os cofres de Mato Grosso do Sul”, finalizou.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE