26 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
IPVA 2021
Saúde

Cubano tem dificuldade com o português e é afastado do Mais Médico

14 fevereiro 2014 - 18h12
Arquivo

O Ministério da Saúde informou hoje (14) que a coordenação do Programa Mais Médicos no Rio Grande do Sul instaurou processo para apurar a situação do médico cubano Luis Enrique Rodriguez, após receber ofício da Secretaria de Saúde de Bento Gonçalves informando que o profissional estava tendo problemas em se comunicar com os pacientes. A dificuldade em falar o português provocou o afastamento do médico cubano da unidade básica de saúde de Bento Gonçalves, de acordo com o coordenador médico da secretaria de saúde do município, Marco Antônio Ebert. O profissional está afastado do trabalho há 15 dias enquanto aguarda decisão da supervisão do Mais Médicos.

“Observamos uma necessidade de maior aprimoramento da língua para haver uma boa relação médico-paciente e para que todos os procedimentos e condutas pudessem ser registrados em prontuário”, explicou Ebert.

O médico cubano trabalhou por cerca de dois meses no município e os agentes de saúde verificaram que os pacientes da região onde o médico atuava estavam procurando atendimento em outras unidades de saúde, explicou o coordenador. “Nesses dias, ele tentou se familiarizar com a língua portuguesa e um dos problemas é que a altura da voz estava elevada. Ele também estava se familiarizando com protocolos clínicos que são um pouco diferentes dos cubanos”, relatou.

O município de Bento Gonçalves recebeu dois profissionais do Mais Médicos, o cubano e uma brasileira, e solicitou mais quatro. Marco Antônio Ebert diz não ver problema em receber outros médicos cubanos por meio do programa.

Banner Whatsapp Desktop

Deixe seu Comentário

Veja Também

Mais Lidas

Banner TCE
TJ MS