21 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
Saúde

Com suspeita de gripe suína, homem de 31 anos morre em Campo Grande

17 agosto 2009 - 16h59
O Contador e pai de família, Marcelo Suzuky deixa duas filhas
O Contador e pai de família, Marcelo Suzuky deixa duas filhas
Fort  Atacadista - 21 ANOS

 Ele foi velado nesta segunda-feira, alguns amigos e familiares usavam máscara durante o velório.

  O atestado de óbito não apontou a gripe suína como causa, porque o laboratório não divulgou o resultado.

  De acordo com familiares, ele só começou a ser tratado com Tamiflu, (remédio indicado para o tratamento da doença), cinco dias após apresentar os sintomas, mesmo tendo problemas de pressão alta e colesterol, fato que o colocava dentro do grupo de risco para receber o medicamento.

  Marcelo Suzuki começou a ter febre alta na madrugada de 3 de agosto, após retornar de um culto numa igreja evangélica da Capital. Após passar por vários hospitais particulares, ele acabou sendo atendido no ProntoMed da Santa Casa de Campo Grande.

  Passou a noite no local para realizar exames e acabou sendo liberado pelo médico, que receitou dipirona e anti alérgico para tratamento durante três dias. Neste período, a família já isolou o contador e afastou as crianças da residência.

  Voltou a clínicas particulares em mais duas ocasiões, nos dias 5 e 6 de agosto. No sábado, 8, passando muito mal, ele acabou sendo encaminhado ao Hospital Miguel Couto. Somente nesta unidade, cinco dias depois, começou a ser tratado como paciente com a gripe suína.

  Ele foi internado no CTI. Segundo a médica da instituição, o quadro apresentava fortes indícios de doença causada pelo vírus H1N1. No fim de semana passada, o quadro de saúde de Suzuki piorou. O contador acabou morrendo às 23h de domingo, ele era pai de duas filhas, uma de quatro meses e 4 anos.

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
ALMS