05 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
FAMÍLIAS FICAM DESABRIGADAS EM MIRANDA

Cheia de Rio Miranda atinge nível máximo e desabriga famílias

"Já são quatro famílias desabrigadas e sete famílias desalojadas. A Defesa Civil está nos ajudando para tentar controlar a situação que está caótica", explica secretário de obras da cidade, Amarildo Arguelho

26 janeiro 2021 - 10h20Da Redação
Algumas casas foram alagadas
Algumas casas foram alagadas - (Foto: Divulgação/PMA)
Cassems

A situação na manhã de hoje (26) em Miranda, a 180 km de Campo Grande, continua causando prejuízos para algumas famílias que estão desabrigadas. Segundo o secretário de obras da cidade, Amarildo Arguelho, o Rio Miranda já atinge 7,5 metros.

“Já são quatro famílias desabrigadas e sete famílias desalojadas. A Defesa Civil está nos ajudando para tentar controlar a situação que está caótica”, explica.

Na manhã de ontem (25), às 7h45, a régua fixada nesse ponto do rio marcou 726 centímetros de volume de água, o que pode ter provocado transbordamento.

Durante o dia e à noite de ontem, os Policiais Militares Ambientais de Miranda e agentes da Defesa Civil local trabalharam na retirada de pessoas e mobílias das famílias, de várias residências no bairro Nova Miranda. Até o momento precisaram ser removidas 16 famílias. Oito foram para casa de parentes e oito foram para um abrigo da prefeitura no espaço cultural da cidade.

A Sala de Situação mantém o Aviso de Evento Crítico tendo em vista que choveu muito nas regiões de cabeceira do rio nos últimos dias e pode elevar o volume do leito do rio durante a semana. Quanto aos demais rios da região, o nível das águas está dentro da normalidade.

Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE