28 de fevereiro de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
Após perder maioria premiê tenta evitar renúncia na Itália

Após perder, maioria premiê tenta evitar renúncia na Itália

Primeiro-ministro irá ao Parlamento na próxima semana para tentar juntar um grupo de parlamentares ditos 'responsáveis' da oposição que prometeriam apoiar seu governo

16 janeiro 2021 - 06h27
O primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte em Roma
O primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte em Roma - (Foto: REUTERS/Remo Casilli)

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, passou esta sexta-feira, 15, ao telefone tentando garantir votos suficientes no Parlamento para permitir que ele permaneça no poder após o partido Itália Viva romper com a coalizão, obrigando suas duas ministras a renunciar e deixando a aliança governamental sem maioria parlamentar.

Conte se reuniu na quinta-feira com o presidente Sergio Mattarella para discutir os rumos do governo. Conte anunciou ao final da reunião que comparecerá ao Parlamento para comunicar a perda da maioria absoluta e submeter-se a um voto de confiança para esclarecer se possui a maioria relativa, com o apoio de outros partidos de fora da coalizão, para continuar governando.

O Itália Viva, uma dissidência do Partido Democrático (PD), de centro-esquerda, teve apenas 3% dos votos na eleição de 2018 e era o menor parceiro na coalizão, formada também pelo próprio PD e o antissistema Movimento 5 Estrelas (M5S).

A coalizão, que governa desde 2019, substituiu a que existia entre o M5S e a Liga de Matteo Salvini, extrema direita. Sua saída, porém, fez com que Conte perdesse a maioria estreita que tinha antes.

Árbitro da situação segundo a Constituição, Mattarella quer evitar eleições antecipadas por causa da terceira onda de coronavírus e à alta popularidade de siglas da extrema direita no país. (COM AGÊNCIAS INTERNACIONAIS)
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS
Banner TCE