25 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
Segurança

AfroReggae: PM pede desculpas por suspeitos de desvio de conduta

22 outubro 2009 - 17h25
Fort  Atacadista - 21 ANOS

  O capitão Denis Leonard Nogueira Bizarro e o cabo Marcos de Oliveira Sales estão presos desde quarta-feira (21) e devem permanecer detidos por até 72 horas no 13º BPM (Tiradentes), onde trabalham. Mesmo depois desse período eles serão mantidos afastados das ruas.

  O coronel Mário Sérgio garantiu que na conclusão do IPM (Inquérito Policial Militar), previsto para encerrar ainda nesta quinta-feira (22), será pedido a prisão preventiva dos dois policiais suspeitos.

  Gravações feitas por câmeras de segurança de estabelecimentos do Centro do Rio, exibidas no "Jornal da Globo" de quarta-feira (21), mostram o assalto que terminou com a morte de Evandro. Segundo as imagens, os policiais teriam deixado os assaltantes fugirem, e teriam omitido socorro à vítima.

  O coronel Mário Sérgio lamentou a atitude dos militares. “A Polícia Militar está solidária com a família, já que havia uma pessoa agonizando. Não vamos permitir qualquer desvio de conduta. Nosso sentimento é de total indignação e solidariedade com a família.

  É ruim saber que policiais erram. Eles são preparados para agir em situações mais difíceis e agir nas ruas reprimindo delitos. É o que se espera deles”, disse.

  “A PM errou. Trabalhou mal. Temos que ser maduros e profissionais para admitir o erro. É imperativo pedir desculpas”, completou.

  Segundo informações da PM, o capitão Bizarro era responsável pela supervisão do patrulhamento naquela área. Foi uma segunda equipe que viu o corpo da vítima e encontrou a arma em uma lata de lixo, após a suposta saída do local do crime do capitão e do cabo. A perícia vai dizer se a arma é a mesma do crime.

Banner Whatsapp Desktop
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
ALMS