25 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - Devolução Auxílio Emergencial
ESPORTE

Tite aponta inatividade de jogadores para justificar mudanças na lista

Em entrevista coletiva virtual, realizada nesta sexta-feira (18), o treinador justificou as alterações apontando principalmente para a falta de sequência de alguns jogadores em seus clubes

18 setembro 2020 - 17h08
Treinador da Seleção Brasileira, Tite
Treinador da Seleção Brasileira, Tite - ( Foto: Estadão )
Fort  Atacadista - 21 ANOS

A lista de convocados por Tite para os dois primeiros jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022 teve sete mudanças em relação àquela apresentada em março, antes de o futebol parar em função da pandemia de covid-19. Em entrevista coletiva virtual realizada nesta sexta-feira, o treinador justificou as alterações apontando principalmente para a falta de sequência de alguns jogadores em seus clubes.

Chamou a atenção principalmente a ausência do meio-campista Arthur, que vinha sendo figura contumaz nas listas de convocados. Entre uma convocação e outra, ele perdeu espaço no Barcelona e foi negociado com a Juventus. "A não convocação dele esteve diretamente ligada aos quase três meses de inatividade. Nas últimas nove rodadas do Barcelona, ele não esteve presente", explicou Tite.

Arthur acabou deixando o clube catalão no meio do ano, e sua saída foi conturbada. Tite, porém, negou que isso tenha influenciado de alguma forma. "Não teve aspecto disciplinar envolvido. Isso é coisa de clube", afirmou, acrescentando que o jogador "certamente" está no radar da seleção.

O treinador também teceu elogios ao atacante Rodrygo, do Real Madrid, e ao zagueiro Rodrigo Caio, do Flamengo. Eles não figuravam na lista de março, mas foram incluídos agora na lista dos 23 chamados.

"Rodrygo tem qualidade técnica. A técnica dele é muito apurada, é um talento que vem crescendo, que vem adquirindo seu espaço dentro do Real", considerou. Sobre o defensor rubro-negro, o técnico destacou a regularidade do jogador. "A gente tem confiança, todo um histórico de seleção, o que nos deixa muito confortáveis e tranquilos. Ele merece."

A seleção brasileira vai estrear nas Eliminatórias contra a Bolívia, na Neo Química Arena, em São Paulo, no dia 9 de outubro. Esse confronto, inicialmente em março, estava marcado para a Arena Pernambuco, no Recife. Pela segunda rodada, logo na sequência, no dia 13, o time comandado por Tite terá pela frente o Peru, em Lima.

Banner Whatsapp Desktop
Annelies
ALMS