20 de outubro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
al outubro2
ESPORTE

Sá Pinto se entusiasma com a 'alma' do Vasco e promete deixar a torcida feliz

O técnico ainda revelou que conversou com outros profissionais portugueses sobre a possibilidade de trabalhar no Brasil

16 outubro 2020 - 19h36
O português Ricardo Sá Pinto esbanjou otimismo em sua apresentação
O português Ricardo Sá Pinto esbanjou otimismo em sua apresentação - (Foto: Divulgação/Vasco da Gama)
Fort  Atacadista - 21 ANOS

O português Ricardo Sá Pinto esbanjou otimismo em sua apresentação, nesta sexta-feira, como novo técnico do Vasco. Depois de dizer que se "sente em casa", o treinador afirmou que sua missão será "ajudar o Vasco" e deixar sua torcida feliz.

"O carinho foi realmente muito importante na minha decisão. O que eu sinto isso desde que cheguei. Faz dois dias, foi lá no aeroporto, eu ouvi, li, me sinto em casa. Quero muito ajudar o Vasco, quero ajudar a torcida a ser feliz. Somos muitos", disse Sá Pinto, que não vai dirigir a equipe contra o Internacional, domingo, em Porto Alegre, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O interino Alexandre Grasseli vai ficar no banco de reservas.

Sempre sorridente durante a conversa que teve com os jogadores no centro do gramado de São Januário, o técnico revelou que conversou com outros técnicos portugueses sobre a possibilidade de trabalhar no Brasil. "Sim, falei. O campeonato é talvez o mais competitivo do mundo. Está recheado de grandes equipes, quase todos já foram campeãs do torneio. A diferença entre vitória, empate e derrota é o detalhe. É por um jogador estar inspirado ou não, por exemplo. O equilíbrio é muito grande."

Sá Pinto afirmou conhecer o Vasco e ter o desejo de trabalhar no clube. "Sempre acompanhei o Vasco, sempre ambicionei trabalhar aqui. E não hesitei. A pandemia não me assustou, mas eu sei que não terei muito tempo para trabalhar. Há que se trabalhar uma ideia de jogo, eu não consigo diferenciar o processo defensivo do ofensivo. Então, não temos tempo. Vamos jogar já e sabemos da importância dos pontos. Temos muito trabalho pela frente, espero que os jogadores assimilem a minha ideia e que unidos a gente possa fazer com que o Vasco possa progredir e obter bons resultados."

Em seu primeiro contato com os jogadores vascaínos, Sá Pinto destacou o entusiasmo dos jogadores e prevê um bom relacionamento, que poderá render bons frutos. "Senti eles com disposição conseguirmos juntos termos resultados positivos. Eles sabem que venho de realidade diferente, mas eles estão receptivos. O time está bem mentalmente e isso é meio caminho andado. Além dos jogadores, fui bem recebido por todo o staff. Todos. Eles estão querendo ajudar para eu e minha equipe nos adaptarmos o mais rápido possível. Sobre a questão financeira, não cabe a mim falar."

O novo técnico vascaíno disse que viu os últimos jogos da equipe e destacou a "alma" apresentada na derrota para o Flamengo. "Isso é fundamental. Isso temos de ter em todos os jogos. Senti que há compromisso dos jogadores. Isso é meio caminho andado, depois as questões táticas poderão ser melhoradas. Pequenos detalhes impediram de o time não ter melhores resultados. Não foi pelo adversário ou pela nossa falta de volume. É na concentração e na organização defensiva que podemos melhorar, nossa agressividade nos duelos. Podemos melhorar no último terço para fazer mais gols. Pouco a pouco e passo a passo para podermos chegar ao que melhor que queremos."

Sá Pinto pega o Vasco em 12º lugar no Brasileirão,, com 18 pontos, fruto de cinco vitórias, três empates e seis derrotas. Depois do Internacional, o time de São Januário terá neste fim de turno o Corinthians (casa) e o Goiás (fora).

Banner Whatsapp Desktop
ALMS
PMCG