20 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
 Águas Guariroba - [ Campanha Águas em Ação 3] - Full Banners
ESPORTE

CAS rejeita recurso e mantém Atlético de Madrid proibido de se reforçar até 2018

1 junho 2017 - 09h14

A Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) divulgou nesta quinta-feira o seu veredicto e ratificou a punição imposta pela Fifa que impede o Atlético de realizar novas contratações até a janela de transferências de janeiro de 2018, frustrando a tentativa do clube espanhol de reverter a pena. "Esta decisão é injusta e representa danos irreparáveis para o nosso clube" disse o Atlético de Madrid em um comunicado.

A punição pode afetar os planos do Atlético de Madrid no mercado, o que inclui a possibilidade de o clube vender o atacante francês Antoine Griezmann ao Manchester United. Caso a negociação se concretizasse, o clube pretendia tentar se reforçar com Alexandre Lacazette, hoje no Lyon, para substituir o principal nome do seu setor ofensivo.

A comissão disciplinar da Fifa impôs em 2016 uma proibição de um ano sem registrar reforços por causa da contratação de dezenas de jovens jogadores violando as leis que impedem o tráfico internacional de menores, levando crianças para fora de seus países de origem.

A equipe madrilenha negou ter cometido qualquer delito, embora tenha feito um acordo para não realizar contratações no mercado de janeiro enquanto a CAS não apresentava o veredicto da sua apelação.

"Com esta decisão, a Fifa considera que a CAS mostrou novamente um apoio claro e forte para os esforços da Fifa para proteger jogadores menores de idade", disse o órgão regulador do futebol mundial em um comunicado.

O Atlético pode, porém, vender Griezmann. O Manchester United parece disposto a pagar a cláusula de rescisão do seu contrato, que superaria os 100 milhões de euros (aproximadamente R$ 360 milhões).

Porém, o time teria que encarar a primeira metade da próxima temporada, o que inclui as primeira fases da Liga dos Campeões e o primeiro turno do Campeonato Espanhol, sem reforçar o elenco atual.

O Atlético se junta a Barcelona e Real Madrid na relação de clubes punidos por contratações de menores, em negociações que tiveram o aval da Federação Espanhola de Futebol, comandada há anos por Ángel María Villar, um dos vice-presidentes da Fifa.

A multa imposta pela entidade ao Atlético de Madrid foi reduzida de 900 mil francos suíços (aproximadamente R$ 3 milhões) para 550 mil francos suíços (R$ 1,85 milhão) pela CAS.

O Atlético de Madrid até pode realizar contratações de jogadores no mercado de verão europeu, mas não poderá registrá-los e utilizá-los até janeiro. Quando o Barcelona cumpriu punição similar em 2015, se reforçou com Arda Turán do Atlético no meio do ano, mas só pôde estreá-lo em janeiro de 2016.

Há duas semanas, o Lyon revelou que o Atlético já tinha um acordo verbal para contratar Lacazette, mas agora o cenário se alterou. Outra negociação que pode ser afetada pela punição é a venda do atacante Kevin Gameiro para o Tottenham - as negociações estavam adiantadas.

Banner Whatsapp Desktop
SANESUL DIA DA ARVORE

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)
pmcg ms
TJ MS