03 de março de 2021 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
AO VIVO Acompanhe a transmissão do jornal GIRO ESTADUAL DE NOTÍCIAS
Transmitido simultaneamente para as emissoras do Grupo Feitosa de Comunicação
Cultura

MIS exibe a partir de hoje filmes nacionais com entrada franca

2 janeiro 2014 - 08h37
Divulgação
A Fundação de Cultura do Estado, por meio do Museu da Imagem e do Som, promove a partir desta quinta-feira (2) o Programa CineMIS Especial de Férias, que irá até fevereiro exibir gratuitamente filmes nacionais de longa-metragem de seu próprio acervo. As sessões acontecem de segunda a sexta-feira, sempre às 14h.
 
A curadoria e a programação, com indicação etária por dia da semana, tem por objetivo melhorar a comunicação e a aproximação do público junto ao MIS. Foram cuidadosamente produzidas por Alexandre Sogabe, gestor de Artes e Cultura e Rodrigo Arce, acadêmico do curso de História (UFMS). A indicação etária está definida da seguinte forma: segunda (livre), terça (dez anos), quarta (12 anos), quinta (14 anos) e sexta (16 anos).
 
“O CineMIS Especial de Férias democratiza o acesso às produções audiovisuais nacionais, principalmente neste período do ano, quando grande parte da população tem mais disponibilidade de tempo e precisa de opções diferenciadas de lazer, entretenimento e cultura”, explica Américo Calheiros, presidente da Fundação de Cultura.
 
Confira a programação de janeiro:
 
2 de janeiro – “Coisa mais Linda” - Em meados dos anos 50 o Brasil vivia um momento de efervescência política, econômica e cultural. É neste cenário que um grupo de jovens da Zona Sul do Rio de Janeiro se reúne para promover, espontaneamente, uma revolução na música brasileira. A Bossa Nova chegava com sua batida diferente, letras modernas, líricas e românticas que prefiguravam um país feliz do Amor, do Sorriso e da Flor. Através de histórias e casos contados por alguns de seus principais expoentes, acompanhados de preciosas imagens da época, Coisa Mais Linda oferece um painel histórico, musical e informativo de como surgiu a Bossa Nova, até atingir seu ápice, em 1962, quando se internacionaliza definitivamente com um concerto no Carnegie Hall, em Nova York.
 
Classificação indicativa: 14 anos; Documentário; Idioma português; Duração: 120min; Ano: 2005.
 
3 de janeiro – “O homem que desafiou o Diabo” - Zé Araújo (Marcos Palmeira) é um homem boêmio, que gosta de frequentar cabarés e ouvir cantadores de viola. Após tirar a virgindade de uma turca, ele é obrigado pelo pai dela a se casar. Durante anos Zé passa por seguidas humilhações, provocadas por sua esposa. Um dia, ao ouvir uma piada sobre sua situação, ele se revolta, destrói o armazém do sogro e ainda dá uma surra na esposa. Ao terminar ele monta em seu cavalo e parte sem destino, decidido a ter uma vida de aventuras. A partir deste dia Zé Araújo passa a ser conhecido como Ojuara, enfrentando inimigos e vivendo situações inusitadas.
 
Classificação indicativa: 16 anos; Aventura; Idioma: português; Duração: 106min; Ano: 2007.
 
6 de janeiro – “Meninas” - Evelin, 13 anos, está grávida de um jovem de 22 anos que deixou o tráfico de drogas recentemente. Luana, 15 anos, declara que planejou sua gravidez, pois desejava ter um filho só para ela. Edilene, 14 anos, espera um filho de Alex, que também engravidou sua vizinha Joice. Ao longo de um ano é acompanhado o cotidiano destas três jovens.
 
Classificação indicativa: Livre; Documentário; Idioma: Português; Duração: 71min; Ano: 2006.
 
7 de janeiro – “Fica comigo esta noite” - Edu (Vladimir Brichta) e Laura (Alinne Moraes) se conheceram ainda jovens. Apaixonados, decidiram se casar e, anos mais tarde, passaram a viver uma crise no casamento. Em meio às turbulências no relacionamento Edu, repentinamente, morre. Decidido a se despedir de Laura de qualquer forma e querendo saber qual era o segredo que ela iria lhe contar pouco antes de morrer, Edu passa a buscar um meio de se comunicar com ela. Só que o único ser que podia ajudá-lo era o fantasma do coração de pedra (Gustavo Falcão), uma assombração experiente que detesta a companhia de outras pessoas.
 
Classificação indicativa: 10 anos; Drama; Idioma: Português; Duração: 75min; Ano: 2005.
 
8 de janeiro – “Redentor” - Na década de 70, no Rio de Janeiro, o bairro da Barra da Tijuca era uma espécie de terra prometida da cidade. Uma das várias construções no local era o Condomínio Paraíso, um luxuoso edifício que seria construído pela empreiteira do Dr. Sabóia (José Wilker). Célio, ainda criança, fica impressionado com a maquete do empreendimento mostrada por seu amigo Otávio, filho do Dr. Sabóia. Com a empolgação do filho, seus pais decidem por comprar um apartamento no Condomínio Paraíso, o de número 808. Entretanto, apesar de terem pago todas as prestações durante anos, a família de Célio jamais chegou a ocupar o novo apartamento. Isto porque o Dr. Sabóia, após vender os mesmos apartamentos várias vezes, decretou falência e deixou a obra incompleta. Quinze anos depois, os operários que trabalharam na construção do edifício e que criaram uma favela ao seu lado, decidem por tomar posse dos apartamentos e organizam uma invasão pacífica. Com o escândalo imobiliário vindo a público, Dr. Sabóia se suicidou e deixou os negócios a cargo de Otávio (Miguel Falabella). Célio (Pedro Cardoso), trabalhando como repórter, é designado a cobrir o caso e, com isso, é obrigado a reencontrar Otávio. Obcecado com o apartamento, Célio aceita a proposta de Otávio de ser seu laranja, em troca de US$ 5 milhões. A situação foge ao controle e o tiro sai pela culatra, fazendo com que Célio se arrependa do negócio feito com Otávio. Desesperado e em busca de Deus, Célio termina por encontrá-lo. É quando ele recebe uma missão que será também sua salvação: convencer Otávio a doar toda sua fortuna aos pobres.
 
Classificação indicativa: 12 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 100min; Ano: 2003.
 
9 de janeiro – “Mulheres do Brasil” - Telma (Roberta Rodrigues) é uma porta-bandeira que enfrenta os problemas do cotidiano para manter a tradição familiar e, assim como a avó e a mãe, conquistar o prêmio máximo no Carnaval do Rio de Janeiro. Laura (Bete Coelho) é uma mulher que, aos 45 anos, precisa enfrentar as dificuldades de retornar ao competitivo mercado de trabalho de São Paulo, após o fim de seu casamento. Esmeralda (Camila Pitanga) é uma mulher do interior da Bahia que, desde criança, segue a fé cristã, mas apresenta fortes traços de personalidade e dubiedade de um anjo-demônio. Ana (Luana Carvalho) é uma jovem universitária de Maceió que, após conhecer um casal formado por uma rendeira e um pescador, revê seus valores de vida. Já Martileide (Carla Daniel) é uma garçonete de Curitiba que, inconformada com a vida que leva em um bairro pobre, redescobre a esperança através da voz de um locutor de rádio.
 
Classificação indicativa: 14 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 111min; Ano: 2006.
 
10 de janeiro – “Estômago” - Raimundo Nonato (João Miguel) foi para a cidade grande na esperança de ter uma vida melhor. Contratado como faxineiro em um bar, logo ele descobre que possui um talento nato para a cozinha. Com suas coxinhas Raimundo transforma o bar num sucesso. Giovanni (Carlo Briani), o dono de um conhecido restaurante italiano da região, o contrata como assistente de cozinheiro. A cozinha italiana é uma grande descoberta para Raimundo, que passa também a ter uma casa, roupas melhores, relacionamentos sociais e um amor: a prostituta Iria (Fabiula Nascimento).
 
Classificação indicativa: 16 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 113min; Ano: 2008.
 
13 de janeiro – “Espelho D’água” - Henrique (Fábio Assunção) é um fotógrafo em crise que decide viajar pelo rio São Francisco. Ao seu encontro parte Celeste (Carla Regina), sua namorada, que deixa o Rio de Janeiro. Durante a viagem Henrique conhece várias lendas sobre o rio e pessoas que dependem dele para viver. Entre eles está Abel (Francisco Carvalho), um homem que conversa com Sidó, sua canoa de um pau só, e Penha (Regina Dourado), que passa aos filhos e netos as lendas do rio.
 
Classificação indicativa: Livre; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 108min; Ano: 2004.
 
14 de janeiro – “O ano em que meus pais saíram de férias” - 1970. Mauro (Michel Joelsas) é um garoto mineiro de 12 anos que adora futebol e jogo de botão. Um dia sua vida muda completamente, já que seus pais saem de férias de forma inesperada e sem motivo aparente para ele. Na verdade os pais de Mauro foram obrigados a fugir por serem de esquerda e serem perseguidos pela ditadura, tendo que deixá-lo com o avô paterno (Paulo Autran). Porém o avô enfrenta problemas, o que faz com que Mauro tenha que ficar com Shlomo (Germano Haiut), um velho judeu solitário que é seu vizinho. Enquanto aguarda um telefonema dos pais, Mauro precisa lidar com sua nova realidade, que tem momentos de tristeza pela situação em que vive e também de alegria, ao acompanhar o desempenho da seleção brasileira na Copa do Mundo.
 
Classificação indicativa: 10 anos; Gênero: Drama; Idioma: Português; Duração: 104min; Ano: 2006.
Banner Whatsapp Desktop
Banner TCE