23 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
JBS - Covid 19
LEITURA

Livro sobre Fernando Pessoa é lançado com ilustração de campo-grandense

No dia 5, a Casa Fernando Pessoa lança na Capital "A Vida Oculta de Fernando Pessoa", uma obra do português André Morgado com ilustração do talento local Alexandre Leoni.

29 fevereiro 2016 - 16h18

Finalmente "A vida oculta de Fernando Pessoa" será apresentada ao público de Campo Grande. O lançamento oficial do livro que revela detalhes desconhecidos da vida do poeta português vai acontecer no dia 5 de março, às 19 horas, na Casa Fernando Pessoa, na Avenida Coronel Porto Carreiro, 502, Vilas Boas, bem em frente à Praça do Peixe.

O projeto de " A vida oculta" foi realizado através de uma parceria luso-brasileira, com texto do escritor português André F. Morgado e ilustração do campo-grandense Alexandre Leoni.

Segundo os autores, no processo criativo de "A vida oculta de Fernando Pessoa", procurou-se criar uma simbiose entre os três vértices que serviram de estudo para o argumento: a vida e a obra do poeta; sua relação com o esoterismo; e a relação que o público, em geral, tem com o seu legado.

"Ao criarmos esta história, pretendíamos responder a uma questão que muitas vezes ouvimos: como e para que  Fernando Pessoa criava os heterônimos. Para responder de uma forma simples, divertida e alternativa, desenvolvemos uma BD/HQ que procura respeitar dados históricos, características estilísticas dos heterônimos e visões que Fernando Pessoa fazia da vida. Assim, a ideia de utilizar mortos-vivos ganhou forma ao percebermos que Pessoa abriu para um surrealismo que ganha importância ao servir, como pretende, de veículo de exploração da sua vida e obra, afirma o autor do texto, André Morgado.

Fernando Pessoa dedicou toda sua existência a especular, em versos e prosas, sobre o  mistério da alma humana. Acreditando terem as pessoas não uma, mas várias almas, ele disse: “não sei quantas almas tenho. Cada momento mudei. Continuamente me estranho. Nunca me vi, nem acabei”. Para dar cabo a esse mistério ele se propôs multiplicar-se em vários personagens ou heterônimos. Criou para mais de cem, tendo se dedicado mais a três deles: Alberto Caeiro, Álvaro de Campos e Ricardo Reis. Seres completos, com data e local de nascimento (inclusive mapa astral), linhas de pensamento própria e divergentes entre si.

 

Esse poeta escrevia sobre tudo, inclusive teatro, tendo mesmo criado ou tornado conhecido o teatro estático. Uma espécie de teatro cujo enredo dramático não constitui ação, ou seja, onde as figuras não só não agem, como também não se deslocam nem dialogam. É um teatro em que se pretende a revelação das almas por meio de troca de palavras e criação de situação de inércia. São pérolas de seu teatro estático textos como “O Marinheiro”, “Salomé” e “A Morte do Príncipe”.

 

Casa Fernando Pessoa

 

A Casa Fernando Pessoa MS é o resultado de um trabalho que vinha acontecendo há oito anos quando realizávamos, uma vez por ano, um sarau, cujo mote era sempre divulgar a poesia do poeta português. Os saraus contavam, e ainda contam, com a diversidade de expressões artísticas, como teatro, dança, cinema, artes visuais, poesia e música.

 

Em2015, decidimos que já era hora de o espaço tornar-se algo mais efetivo não só no sentido de divulgar a obra de Fernando Pessoa como também de promover as demais manifestações artísticas. Por isto, decidimos inaugurar, em maio, com o ensaio poético-musical, “Assim na Terra como no Céu” o espaço cultural a que denominamos “Casa Fernando Pessoa MS”. O evento contou com a participação do músico Nola Pompeo, com solos de violão, Sílvio Santana, na interpretação de poemas de Fernando Pessoa e Francisco Vieira com a exposição Trouvaille, com fotos em preto e branco e desenhos em giz de cera.

 

O lançamento do livro "A vida oculta de Fernando Pessoa" é o primeiro evento que a Casa Fernando Pessoa oferece ao público campo-grandense este ano. O segundo vai acontecer no dia 23 de março, quando as artistas de dança Renata Leoni e  Franciella Cavalheri apresentarão o seu mais novo trabalho "Tiros de improvisação)", que é o resultado de uma semana de  curso de improvisação com a coreógrafa Katie Duck (EUA/Holanda), no ateliê de Dudu de Hermann, em Casa Branca, Distrito de Brumadinho, Minas Gerais.

“A ideia é reverberar por aqui o que ficou do encontro prático com Katie Duck: questões sobre o espaço-tempo, sobre as qualidades de movimento, sobre a tensão/atenção ao entorno (físico, artístico, político, sensorial) e até sobre o cunho filosófico da arte/vida” disse Renata.

 

Na ocasião estarão expondo seus trabalhos da artista visual Sarah Caires, Fernanda Moussalem e Amanda Dim.

 

Promover encontros para falar de poesia, música, teatro, dança, arte visual, cinema e filosofia, eis a finalidade desse espaço, ao qual homenageamos o poeta Fernando Pessoa.

 

O que: Lançamento do livro "A vida oculta de Fernando Pessoa"

Onde: Casa Fernando Pessoa MS - Av. Cel. Porto Carreiro, 502 - Vilas Boas

Quando: Dia 23 de março, às 19 horas

Contato para entrevista Alexandre Leoni: leoniarte@gmail.com , 8147-8081

 www.facebook/casafernandopessoams

Banner Whatsapp Desktop
FORT ATACADISTA - Carne Fresca (interno)

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você apoia o retorno do ensino presencial em escolas públicas ainda no ano de 2020?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
TJ MS
pmcg ms