27 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
VARIEDADES

Artistas protestam no prêmio APCA

16 maio 2017 - 18h09
O FLOR DA MATA - NOTICIAS

Na noite desta segunda-feira, 15, protestos marcaram a premiação da Associação Paulista de Críticos de Arte no Teatro Municipal. Artistas da dança, televisão e teatro subiram ao palco e criticaram a gestão do atual secretário municipal de Cultura André Sturm.

Durante a cerimônia, os vencedores na categoria dança levantaram cartazes no palco do teatro e se manifestaram contra o congelamento dos recursos da Cultura promovido pelo atual prefeito de São Paulo João Doria.

Entre eles, o coreógrafo e presidente da Cooperativa Paulista de Dança Sandro Borelli, rejeitou os trinta segundos de fala determinados pela produção e criticou a mudança no novo edital. "Desculpem, mas eu não saí de casa para falar apenas por trinta segundos, vocês não vão me pressionar para falar rápido."

No mês passado, a classe se posicionou contra as alterações no edital do Fomento à Dança que passou a pulverizar a verba para contemplar mais grupos - na última edição foram contemplados oito grupos de pesquisa continuada, agora são vinte companhias, o que diminui os recursos para cada coletivo, considerado insuficiente.

De acordo com a gestão, a mudança pretende evitar a repetição no número de contemplados. O coreógrafo e diretor Alex Soares, premiado pelo projeto de dança contemporânea Mov_Ola lembrou que no ano passado a categoria foi excluída do Prêmio APCA e agradeceu o retorno à premiação desse ano.

Ele afirmou que seu espetáculo Devolve Duas Horas da Minha Vida só foi possível com o antigo edital. "Aquele era reconhecido pela classe da dança, tinha recordes de inscritos e muita concorrência. Hoje isso não seria possível, porque a atual gestão destruiu o edital."

O rapper Emicida, que apresentou a categoria Música Erudita, também direcionou seu protesto a Sturm e ao congelamento dos recursos. "Uma vez, o homem de gelo disse em uma entrevista que não iria colocar rap no Theatro Municipal. Bem, acho que sou rapper e acho que aqui é o Municipal. Temos que acabar com esse pensamento que envenena a arte."

Se no início da cerimônia a sala de espetáculos estava quase ocupada, a cada entrega de troféus o teatro esvaziava, sorte de categorias como Arquitetura, Artes Visuais e Cinema, que inauguraram a premiação organizada por ordem alfabética com o público ainda presente.

Na última categoria, Televisão, a atriz Selma Egrei, vencedora por sua interpretação na novela Velho Chico, da TV Globo, dedicou o prêmio a Sturm. "Quem sabe assim ele deixa de ser inimigo das artes e passa a ser amigo."

Ao lado da atriz, a mulher do ator Domingos Montagner, Luciana Lima, recebeu o troféu em nome do marido que morreu afogado no Rio São Francisco no ano passado. Na época, ele gravava cenas para Velho Chico. "Já faz oito meses desde que o Domingos fez sua passagem. Para alguns parece muito tempo, mas para nós, os amigos e familiares, sabemos que não importa o quanto o tempo passe. Acredito que ele está, em algum lugar, muito orgulhoso."

Ela ainda relembrou o trabalho do ator e palhaço com a Cia La Mínima, companhia que integrou, e que festeja 20 anos com uma mostra de repertório no Teatro do Sesi.

DESTAQUES

Filme

'Aquarius', de Kleber Mendonça

Urbanidade

Projeto Ruas Abertas - Avenida Paulista / Fernando Haddad

Exposição Nacional

'Volpi Pequenos Formatos'

Biografia

'Rita Lee: Uma Biografia', de Rita Lee

Show

BaianaSystem

Novela

'Velho Chico', da TV Globo

Revelação em Moda

Lab-Emicida e Evandro Fióti

Banner Whatsapp Desktop
GAL COSTA

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
TJ MS INTERNO
pmcg ms
TJ MS