27 de setembro de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
PMCG
AUTOMÓVEIS

Avaliamos o Argo na série S-Design

O Fiat Argo Drive S-Design é o que chamamos de esportivado: exibe um visual próprio e descolado, com uma dirigibilidade acertada, mas não esportiva

7 agosto 2020 - 16h27Assessoria de Comunicação
Fiat Argo Drive S-Design
Fiat Argo Drive S-Design - (Foto: Divulgação/A Crítica)

O Fiat Argo Drive S-Design é uma alternativa para desfilar por aí esbanjando um visual esportivo. Mas, como usa motor 1.0 ou 1.3, não tem desempenho de esportivo. É o que chamamos de “esportivado”.

Também disponível no Cronos e na picape Toro, o conceito S-Design veio do mercado italiano, que por lá aparece nos modelos 500X, 500L, 124 Spider, Tipo e Tipo Station Wagon. A letra “S” faz referência a Shadow (sombra, em inglês).

Aqui no Brasil, o pacote S-Design eleva a personalidade ao compacto. O visual mais invocado exibe rodas de 15” escurecidas, badge alusivo nos para-lamas, logotipos em acabamento preto no estilo da Toro BlackJack na grade frontal e na tampa do porta-malas.

Há, ainda, luzes de neblina, frisos laterais “dark chrome”, spoiler traseiro e capas dos retrovisores pintados de preto. Guardadas as devidas proporções é mais ou menos a receita vista no Cronos HGT.

A cabine

Interior do Fiat Argo Drive S-Design 

Internamente, a cabine do Argo S-Design exibe a cor preta dominante, além de oferecer ar-condicionado digital, logotipos da Fiat na pegada do exterior, vidros traseiros elétricos, multimídia UConnect  dotado de tela tátil de 7” com Android Auto/Apple CarPlay e retrovisores com função Tilt Down para evitar as incômodas raspadas da roda no meio. Os sensores de estacionamento e a câmera de ré fazem parte do opcional kit Parking (R$ 1.930).


Quanto vale o show?
Antes de contar as impressões ao volante é importante dizer que o pacote S-Design está disponível tanto no Argo Drive 1.0 quanto no Drive 1.3 (avaliado). Ou seja, é um esportivado mesmo, com visual esportivo, mas sem esportividade ao volante.

Fiat Argo Drive S-Design 

Na versão equipada com o motor mais potente, o modelo tem preço a partir de R$ 56.790. E para ter os equipamentos e a estética S-Drive será preciso desembolsar R$ 5.850 extras. Afinal, ao optar pelo pacote S-Design (R$ 2.800) é adicionado automaticamente o kit da central multimídia (R$ 3.050), o qual também traz os comandos de rádio/telefone no volante e a segunda porta USB para os ocupantes traseiros.
 
Com esses itens o preço vai a R$ 62.440 com a pintura sólida, enquanto a carroceria bicolor eleva o valor para R$ 63.390. Se a ideia é escolher pelas tonalidades metálicas ou perolizada o custo vai a R$ 64.240 – ou R$ 66.170 trazendo os sensores de estacionamento e a câmera de ré.

Habitabilidade
A ergonomia é garantida pela boa posição de dirigir e os comandos bem posicionados à mão. Quem viaja atrás encontra bom espaço para as pernas e joelhos graças aos 2,521 m de entre-eixos da plataforma MP1 – a mesma do Punto, porém, com importantes evoluções. Muito embora seja inferior aos 2,551 m do Chevrolet Onix e aos 2,530 m do Hyundai HB20. O porta-malas de 300 litros do Argo é superior aos 275 litros do compacto da Chevrolet, enquanto o HB20 oferece a mesma litragem.

Sem dúvidas, o motor de quatro cilindros 1.3 Firefly é a melhor opção dentro da família Argo por transmitir uma dirigibilidade mais afiada em relação ao proporcionado pelo motor 1.8 das configurações Trekking (confira a nossa avaliação), Precision e HGT.

Um bom motor
O grande atrativo do 1.3 está na força disponível desde os baixos giros garantindo saídas rápidas e permitir deslocamentos urbanos sem pedir constantes reduções para embalar. Também agrada o baixo nível de ruído e o trabalho suave.

Com 1.140 kg e até 109 cv de potência e 14,2 kgfm de torque (etanol), a relação peso-potência de 10,46 kg/cv coopera na desenvoltura. Embora não tenha a cavalaria de 116 cv/16,8 kgfm do Chevrolet Onix 1.0 turbo tampouco os 120 cv/17,5 kgfm do Hyundai HB20 TGDI e os 117 cv/16,5 kgfm do Volkswagen Polo 1.6 MSI. Todos eles, bebericando etanol.

Mesmo assim, o Argo Drive S-Design também vai bem na estrada e dirigindo em velocidade de 80 km/h o ponteiro do conta-giros marca 2.500 rpm ou a 100 km/h a agulha repousa nas 3.000 rpm transmitindo baixo nível de ruídos e bom consumo.

A implementação do bloco 1.0 tricilíndrico turbinado da Fiat está previsto a partir de 2021. No entanto, durante a nossa avaliação, o bloco aspirado 1.3 registrou pelo computador de bordo um consumo de até 17 km/l em trajetos rodoviários e de mais de 10 km/l na cidade utilizando etanol. A crítica fica pelo câmbio manual de seis marchas, que oferece engates longos e não muito precisos – especialmente, o da terceira, da quinta e da ré.

A dinâmica

Traseira do Fiat Argo Drive S-Design 

As suspensões bem calibradas garantem o conforto, que é auxiliado pelos pneus de perfil de 60, além de beneficiar a dinâmica nas curvas, com pouca inclinação nas contornadas mais rapidamente. A direção é leve ao esterço em baixa velocidade e o raio de giro ajuda na saída de vagas e locais apertados.

O pedal do freio do Fiat Argo Drive S-Design possui um acionamento progressivo e bastante diferente do estilo “On/Off” dos modelos Palio e Punto de antigamente. Os controles de tração/estabilidade são encontrados no kit Tech (R$ 1.63), que ainda equipa o Argo com o Hill Holder (assistente de partida em rampas) e o sistema Start-Stop, que desliga o motor brevemente durante breves paradas, como nos semáforos.

No final das contas, o Fiat Argo S-Design é uma opção para quem deseja sair do lugar comum e curte uma estética diferente e descolada do restante da família e menos chamativa que da versão HGT. Com um consumo contido, mas sem emoção ao volante.

FICHA TÉCNICA
Fiat Argo Drive S-Design 1.3 MT
Motor: quatro cilindros em linha 1.3, 8V
Potência: 101 cv (g) e 109 cv a 6.250 rpm (e)
Torque: 13,7 kgfm (g) e 14,2 kgfm a 3.500 rpm (e)
Câmbio: manual, cinco marchas
Porta-malas: 300 litros
Tanque: 48 litros
0-100 km/h: 11s8 (g) e 10s8 (e)
Velocidade máxima: 180 km/h (g) e 184 km/h (e)
Consumo cidade: 12,5 km/l (g) e 8,9 km/l (e)
Consumo estrada: 14,7 km/l (g) e 10,4 km/l (e)

Banner Whatsapp Desktop
TJ MS INTERNO

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Você já sabe em quem votar para prefeito de seu município?

Votar
Resultados
GAL COSTA
TJ MS
pmcg ms