30 de março de 2020 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
maisalms
Ciência

Pesquisadores afirmam que estão perto de encontrar "Partícula de Deus"

14 dezembro 2011 - 15h00

Na última terça-feira, 13, os pesquisadores do Centro Europeu de Pesquisas Nucleares convocaram a imprensa mundial e afirmaram que estão mais perto de encontrar o Bóson de Higgs. Essa partícula infinitamente menor que um átomo seria responsável pela massa de todas as partículas do universo, e a descoberta seria uma das maiores da ciência.

As novas pistas sobre a chamada "Partícula de Deus", o Bóson de Higgs, foram encontradas em experimentos realizados em uma máquina gigante, de 27 quilômetros de comprimento, na fronteira da França com a Suíça. O brasileiro Sérgio Novaes, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), é um dos colaboradores da pesquisa.

“Nós estamos tendo uma pequena indicação, numa faixa de energia bastante precisa de que ele possa porventura, estar ali. Mas a confirmação vai requerer uma quantidade de dados muito maior do que a gente tem acumulado hoje em dia”, afirmou o físico da Unesp, Sérgio Novaes.
 
Os cientistas aceleram na máquina feixes de prótons, partículas mínimas que formam os átomos, a uma velocidade próxima à da luz. Quando os prótons se chocam, causam uma pequena explosão e novas partículas se formam. Uma delas poderia ser o Bóson de Higgs, que teria surgido logo após o Big Bang, a explosão que deu origem a todo o universo. A chamada “partícula de Deus” seria a responsável por dar massa a todas as outras partículas.
 
No futuro essa descoberta pode ter muitas aplicações, que ainda não foram definidas. “A gente não sabia qual o impacto que o átomo poderia ter na vida dos seres humanos. Hoje em dia sabemos que usinas nucleares e bombas atômicas são feitas baseados no conhecimento que se adquiriu a respeito da estrutura atômica. A nanotecnologia, jamais poderia se pensar a gama de aplicações que ela poderia vir a ter 50 anos depois como tem hoje em dia”, explicou Sérgio Novaes.
 
Os cientistas calculam que será preciso, pelo menos, mais um ano de para confirmar se o Bóson de Higgs, ou a partícula de Deus, foi ou não detectada. 
SEBRAE
Dengue