21 de Novembro de 2017 Grupo Feitosa de Comunicação
(67) 99974-5440
(67) 3317-7890
TCE - no período de 20/11 a 24/11
Defesa do Consumidor

Procon divulga ranking de reclamações de 2010

12 Janeiro 2011 - 18h51
- Reprodução

O Procon/MS divulgou hoje (12) a relação das empresas que tiveram maior número de reclamações em 2010. Depois da Paulistec, empresa que vendia diplomas falsos em Campo Grande-, as empresas do setor de telefonia foram as que tiveram maior número de queixas por parte dos consumidores, com destaque para Oi em segundo lugar e a Americel/Claro em terceiro.

Ainda no setor de telefonia, a GVT caiu do 15º lugar para a 40ª posição no ranking, com redução de 50%. A Sony Ericsson, que esteve na sétima posição em 2009, com 259 processos abertos, em 2010 ocupou a 36ª posição, com redução de 71% no número de reclamações.

A Enersul caiu da segunda para a sexta posição, saindo de 794 processos abertos em 2009 para 310 em 2010, apresentando queda de 61%. Já a Águas Guariroba, que esteve em terceiro lugar em 2009, com 546 processos, e que em 2010 fechou na nona posição, somando 256 processos abertos, apontou redução de 53,5%.

As Casas Bahia fechou 2010 com 323 reclamações, ocupando a quinta posição do ranking. Em 2009 a empresa teve 175 queixas e ocupou a 12ª posição. Comparando-se os dois últimos anos o aumento foi de 85%. No último ano foram abertos 15.073 processos em decorrência de reclamações, com média mensal de 1.256, de um total de 29.080 atendimentos. O índice de solução dos processos abertos pelo Procon é de 75%.

O superintendente do Procon Lamartine Ribeiro explica que “quando um consumidor tem algum problema e recorre ao Procon, a primeira atitude é acionar a empresa no exato momento em que o consumidor está sendo atendido. Esse procedimento é chamado atendimento preliminar. Caso a empresa resolva a situação no momento, não será necessária a abertura de um processo, ou seja, não vai ser instaurada uma reclamação”.

Ribeiro destaca o número de atendimentos realizados pelo órgão de defesa:  “Hoje atendemos quinze mil pessoas a mais por ano do que em 2007. Crescemos cerca de 20% no último ano, mas nossa próxima meta é exatamente o contrário: reduzir o número de atendimentos, desde que isso signifique que as empresas atendam melhor seus consumidores, e que os mesmos não precisem recorrer ao Procon porque as empresas estão prestando serviços e fornecendo produtos com maior grau de respeito às leis”, ressalta.

“De acordo com o superintendente houve uma mudança metodológica na pesquisa com a separação dos serviços de telefonia fixa e móvel da empresa Oi/Brasil Telecom. “Ainda assim, se não fosse o fenômeno Paulistec, a Oi Telefonia Fixa permaneceria em primeiro lugar no Ranking, contudo, se somarmos os processos abertos nos serviços fixo e móvel, vamos observar que foram abertos em 2010, 500 processos a menos do que em 2009, o que indica uma mudança de postura da empresa que mês a mês apresentou uma curva descendente no ranking”, diz Lamartine. “Esperamos que essa tendência continue”, conclui.

A classificação realizada pelo Procon tem o objetivo de disponibilizar ao consumidor informações que contribuam para a escolha do local de aquisição do produto. Além de considerar o preço e a qualidade o consumidor também deve ponderar o respeito, a solução de problemas e o atendimento no pós-venda.

Últimas Notícias

ver todas as notícias

Enquete

Até o próximo dia 30 de novembro, boa parte das empresas deverá pagar a primeira parcela do 13º salário. O que você pretende fazer?

Votar
Resultados
AUTORIZAÇÃO E MATERIAL DO GOVERNO DO ESTADO - refis - de 25.10 a 31.10
Águas Guariroba - PI e Banner - Campanha Orgulho - Melhores Empresas - de 23.10 até